Sorocaba e Região

Conselho da Mulher avaliará representação contra Pessini

O Conselho Municipal de Direitos da Mulher (CMDM) marcou para quinta-feira (19) uma reunião extraordinária para deliberar sobre a representação feita por Tatiane Polis contra o vereador Hudson Pessini (MDB). A ex-servidora da Prefeitura de Sorocaba denunciou o parlamentar por suposta prática de sexismo e machismo. Na semana passada, um áudio atribuído ao vereador circulou em redes socias. Nele, Pessini faz comentários de cunho sexual se referindo a Tatiane Polis e a outro vereador da Câmara, Fernando Dini, do mesmo partido de Pessini.

Segundo a advogada Emanuela de Almeida Barros, presidente do CMDM, a denúncia será levada a plenário. “Vamos verificar, à luz da denúncia, conforme foi colocado, a competência do Conselho para receber a denúncia e as medidas que a instituição achar melhor tomar em relação ao caso”, diz Emanuela. Dependendo da decisão, o vereador Hudson Pessini também será notificado. São vinte conselheiras titulares, sendo dez do poder público e mais dez da sociedade civil.

Armadilha 

Leia mais  Secretaria da Saúde de Sorocaba aguarda chegada de novas doses

Através da assessoria de imprensa, Pessini comentou a questão. Ele se disse vítima de uma armadilha. “O vereador vê a situação como uma forma de tentar causar desgaste, uma armadilha foi criada para prejudicar seu mandato”, diz a nota. Pessini também alegou que se tratava de uma conversa de amigos. “O caso se trata de uma conversa entre três vereadores, numa conversa de amigos. E quando o vereador fala publicamente ele se manifesta, quando ele fala entre amigos, não cabe manifestação.”

O vereador Fernando Dini preferiu não comentar a questão.

Tatiane Polis é a assessora que foi denunciada pela vice-prefeita Jaqueline Coutinho (PTB) por suposto uso de diploma falso. O caso está na Justiça. A questão teve vários desdobramentos em 2017 e culminou na cassação do prefeito José Crespo (DEM) pela Câmara. Ele retomou o mandado via Justiça, cerca de 40 dias depois.

Leia mais  Operação contra aglomerações notifica 40 estabelecimentos em Sorocaba

Segunda denúncia 

Segundo o CMDM, desde fevereiro deste ano, quando os membros do Conselho foram empossados, é a segunda denúncia que chega referente ao tema, ou seja sobre expressões de cunho machista e sexista. O CMDM afirmou que foi feita uma notificação extrajudicial cobrando informações da pessoa que praticou a suposta situação e repudiando o ato.

Comentários