Sorocaba e Região

Começa a corrida eleitoral para a Prefeitura de Sorocaba

Partidos articulam alianças e cidade já tem quatro postulantes ao cargo de prefeito; outros sete partidos podem lançar candidatos

Eleições 2020: Começa a corrida eleitoral para a Prefeitura de Sorocaba

O cenário eleitoral de Sorocaba ainda está indefinido, evidentemente, mas a cidade já tem quatro pré-candidatos a prefeito. Existe ainda a intenção de outros sete partidos também lançarem candidatos.

O presidente da Câmara de Sorocaba e atual prefeito em exercício, Fernando Dini, deverá ser o candidato do MDB para disputar a Prefeitura da cidade. A confirmação foi feita pela presidente do partido, a vereadora Cíntia de Almeida. “Estamos alinhando para que Sorocaba realmente siga a determinação do partido, que tenha candidatura própria”, diz Dini. “Foi avalizado meu nome, só que nós estamos trabalhando para que isso seja realmente estruturado e não somente um sonho eleitoral”, avalia ele. Atualmente, o MDB tem a maior bancada da Câmara, com cinco cadeiras.

Leia mais  Por 16 votos a 4, Câmara cassa o mandato do prefeito José Crespo

 

Rodrigo Manga confirmou ao Cruzeiro do Sul que deverá sair candidato pelo Republicano, antigo PRB. A sigla teve como candidato a prefeito em 2016 o então vereador Hélio Godoy. Atualmente, o partido tem uma cadeira na Câmara, do vereador Irineu de Toledo. “Agradeço imensamente a Deus, pela força e sabedoria, e aos sorocabanos, pelo apoio e reconhecimento ao nosso trabalho como vereador. Se for da vontade deles, no momento certo podem surgir novas oportunidades para colaborar ainda mais para mudar a história da cidade de Sorocaba, e para melhor”, afirmou o vereador.

Definição

No PT e no Psol já há uma definição desde dezembro de 2019, sendo Raul Marcelo (Psol) e Paulo João Estausia (PT), pré-candidatos a prefeito e a vice, respectivamente. Vale lembrar que Raul Marcelo disputou a Prefeitura por três vezes, sendo que na última foi para o segundo turno, perdendo para José Crespo (DEM). “Vou disputar essa eleição sim. Estamos construindo uma coligação com os partidos progressistas de Sorocaba, fechamos apoio do PT e estamos em conversação com o PCdoB e o PDT”, afirmou Raul Marcelo.

Pelo Solidariedade, o pré-candidato a prefeito é o líder comunitário Carlos Peper. “Agradeço todos por terem me escolhido como pré-candidato a prefeito. Vou honrar essa responsabilidade com a credibilidade necessária, zelando sempre por manter minha conduta ilibada de forma transparente”, afirmou.

Ainda não definiram

O PSDB ainda não definiu quem será seu candidato. A lista de possibilidade é longa e tem nomes como a deputada estadual Maria Lúcia Amary, o deputado federal e ex-prefeito de Sorocaba, Vitor Lippi, e Flávio Amary, atual secretário de Habitação do Governo do Estado de São Paulo.

A “tradição” do partido, ao menos em 2012, com Antonio Carlos Pannunzio, e 2016, com João Leandro da Costa Filho, é demorar na definição dos candidatos. Recentemente, “um namoro” com a atual prefeita de Sorocaba, Jaqueline Coutinho, foi ventilado. O presidente do PSDB nega. “Reafirmo que temos muito respeito para com a prefeita… Porém, isso nunca foi cogitado, nem pelo partido, nem pelas lideranças”, disse na segunda-feira (6) Valter José.

“O PSDB definirá até fevereiro a sua pré-candidatura à Prefeitura. Deverá ser consenso entre o diretório municipal, as lideranças do partido, incluindo os deputados, vereadores, ex-prefeitos, ex-vice-prefeitos com o apoio da militância. O meu nome vem surgindo como uma possibilidade juntamente com os nomes de outros líderes do partido”, diz a deputada Maria Lúcia.

“Como já me manifestei em outras oportunidades, não me coloco como pré-candidato à Prefeitura de Sorocaba. O PSDB está unido, tem bons nomes em seu quadro de lideranças e terá uma candidatura forte em Sorocaba. Como filiado ao partido tenho participado ativamente do processo eleitoral e como presidente do ITV-SP estamos focados na preparação dos pré-candidatos em todo o Estado”, diz Flavio Amary. Vitor Lippi não comentou a questão.

Candidato próprio

Há a expectativa também de que o Cidadania, antigo PPS, lance candidato próprio, conforme entendimento do vereador afastado Marinho Marte. Atualmente, o partido está sem presidente.

Outro partido que pretende lançar candidato a prefeito é o Podemos, que atualmente também tem uma cadeira na Câmara, sendo do vereador Fausto Peres. “Temos nomes, mas estamos aguardamos a janela de transferência”, disse. O nome do vereador Anselmo Neto tem sido ventilado nos últimos dias como uma das possibilidades para o partido. Entretanto, Neto, que compõe o PSDB, preferiu não comentar a questão. “Só vou me manifestar a respeito de mudança de partido, quando abrir a janela em março. Até lá sou PSDB firme e forte”, garante.

O PDT ainda não definiu sobre a disputa pelo Executivo da cidade. A expectativa é de que haja um candidato próprio. A definição deverá ocorrer no próximo dia 10. Atualmente, o presidente do partido é o ex-vereador Carlos Leite.

‘Puro sangue’

O DEM deverá ter chapa “puro sangue”, com candidatos a prefeito e a vice. A informação foi repassada pelo presidente do partido, o ex-secretário municipal Hudson Zuliani. O partido tem nomes como o de José Crespo, prefeito cassado; e Rodrigo Manga, atual vereador. Conforme Zuliani, os nomes ainda não estão definidos.

Leia mais  Orçamento da Câmara reserva R$ 200 mil para concurso público

 

Já o Novo ainda não definiu seu candidato, fato que deverá ocorrer nos próximos dias, como informa Adriano Micheletti. No partido não há indicação, mas um processo seletivo. Sete candidatos se inscreveram em Sorocaba, sendo que dois estavam no pleito até a segunda-feira (6).

Pelo PSB, os deputados Jefferson Campos — federal — e Carlos Cezar — estadual — divulgaram nota em conjunto onde afirmam que o partido participará ativamente das eleições, “seja com candidatura própria ou em uma composição majoritária. Temos colaborado com o atual governo e dialogado bastante com várias lideranças da cidade, inclusive com pré-candidatos já oficializados”, lembra.

O PCdoB ainda está discutindo a questão, mas, conforme o vereador Renan Santos, provavelmente terá candidato próprio, embora ainda sem definição de nome. Ele — Santos — é uma das fichas do partido.

Novidade

O promotor de Justiça Antônio Farto Neto é o único novo nome que surge no cenário político local. Seria o candidato ideal para o deputado estadual Danilo Balas (PSL) e também para o deputado federal Capitão Derrite (PP), sendo que os dois já se manifestaram expressamente nesse sentido. O senador Major Olímpio esteve em Sorocaba e acompanhou Farto Neto em visitas ao BOS, ao Gpaci e à Santa Casa. Antônio Farto Neto é promotor de Justiça da Vara da Infância e da Juventude desde 2008, mas tornou-se mais conhecido enquanto esteve a frente do Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), coordenando a prisão de dois fiscais da Secretaria da Fazenda na região de Sorocaba.

Por telefone, Farto Neto disse que em 2020 completa 30 anos de carreira como promotor de Justiça e não descarta a possibilidade de se aposentar, situação na qual poderia vir a concorrer ao cargo de prefeito. Ele disse estar muito lisonjeado com a lembrança de seu nome, que atribuí a “uma vida honesta e inteiramente dedicada ao serviço público”, destacando, entretanto, que no momento não está filiado a nenhum partido nem tem redes sociais. Para Farto Neto “é muito importante cumprir a legislação, e propaganda eleitoral só é permitida depois das convenções dos partidos.”

Cabeça de chapa

Já o PV não deverá ter candidato como cabeça de chapa. A expectativa é de que saia algum nome para ser lançado como vice-prefeito de Sorocaba. Um nome quase consenso no partido é o de Jessé Loures, que já foi vereador e secretário municipal.

O PL, conforme Gervino Claudio Gonçalves, o Claudio do Sorocaba 1, deverá apoiar a possível candidatura de Rodrigo Manga.

O PSC deverá seguir na mesma linha, ou seja, de apoiar algum candidato, que, de acordo com José Irã, aínda não está definido.

No Pros, conforme Robson Coivo, presidente do partido, ainda não está definido se o partido montará uma chapa. A definição deverá ocorrer até o mês que vem.

Ninguém do PTB, PSD, PCO, PRTB, Avante, Patriota e do Rede foi localizado para falar sobre a questão. (Da Redação)

 

Comentários