Sorocaba e Região

Colégio Santa Escolástica comemora 115 anos

A instituição, criada em 1905, é a segunda mais antiga de Sorocaba em atividade
Colégio Sta. Escolástica completa 115 anos
A escola segue inovando ao oferecer um ensino de excelência de geração em geração, do berçário ao ensino médio. Crédito da foto: Fábio Rogério (25/9/2020)

O Colégio Santa Escolástica celebra os seus 115 anos de história nesta segunda-feira (28), com cerca de 90 mil alunos formados em mais de um século. Criado em 1905, pelas Irmãs Beneditinas Missionárias de Tutzing, o Colégio Santa Escolástica é a segunda instituição mais antiga de Sorocaba em atividade. Fundamentada nos valores beneditinos, a escola segue inovando ao oferecer um ensino de excelência de geração em geração, do berçário ao ensino médio.

De acordo com a Madre Úrsula Fuchs, de 71 anos, mantenedora da instituição, as atividades do colégio se iniciaram nas dependências do Mosteiro de São Bento, que estava fechado desde a morte de Frei Baraúna em 1890. Mas para atender a crescente demanda de alunos, Madre Úrsula conta que foi preciso ampliar a estrutura da escola, quando a sede do colégio passou a ser o casarão Largo do Rosário, erguido em 1790 por mãos de escravos. “São mais de 21 mil metros quadrados de área construída dedicados ao ensino”, destaca.

Leia mais  Ex-funcionários protestam após troca de gestão na Santa Casa de Itu

Agora, o colégio presencia uma nova realidade, ao enfrentar as dificuldades da educação em tempos de pandemia do novo coronavírus. Mas, mesmo de longe, a escola conseguiu dar continuidade ao processo de aprendizado de seus alunos. Para isso, conta a diretoria pedagógica Maria José Bordieri Godoi, de 54 anos, o colégio utiliza plataformas educacionais on-line, com foco no ensino híbrido e na educação bilíngue. “Os recursos tecnológicos vieram para ampliar as possibilidades de aprendizagem. A tecnologia contribui muito no desenvolvimento das crianças”, ressalta.

Nas últimas décadas, milhares de alunos passaram pelas salas de aula do Colégio Santa Escolástica. E para garantir um ensino de qualidade a todos esses estudantes, a instituição tem como pilares o acolhimento, o ensino de beneditino, a educação de excelência e o amor ao próximo. Isso porque, conforme Maria Bordieri, a escola contribui para formar cada aluno como um ser humano ético, crítico, participativo e consciente do futuro. “Muitos sorocabanos que construíram a história da nossa cidade estudaram no colégio. Nossa história faz parte da história de Sorocaba”, frisa.

Projeto social

Parte da renda do colégio é revertida ao Projeto Buscando a Paz, que este ano completa 35 anos de história. Criado em 1986 pela Congregação das Irmãs Beneditinas Missionárias de Tutzing, o projeto social atende crianças de 4 a 11 anos no Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos em contraturno escolar. Ao todo, 94 crianças de mais de 13 bairros de Sorocaba são assistidas pelo projeto. Além de muito carinho e atenção, as crianças recebem as principais refeições do dia e praticam atividades esportivas, capoeira, atividades lúdicas e pedagógicas. (Jéssica Nascimento)

Comentários