Sorocaba e Região

Cinemas voltam a funcionar em Sorocaba com capacidade reduzida

Salas ficaram fechadas durante cinco meses em cumprimento às determinações do Plano São Paulo
Cinemas voltam a funcionar em Sorocaba com capacidade reduzida
Cinemas seguem protocolos sanitários para receber o público, com capacidade reduzida. Crédito da foto: Luiz Setti / Arquivo JCS (17/3/2011)

Salas de cinema voltaram a funcionar, depois de meses fechadas, seguindo as recomendações de saúde e distanciamento social descritas no Plano São Paulo de reabertura gradual de comércios e serviços.

A região está na fase amarela da estratégia. Assim, isto permite que espaços culturais estejam abertos com capacidade reduzida e protocolos sanitários para vendas físicas em bilheterias.

Dos cinco complexos de cinema presentes em Sorocaba e Votorantim, dois voltaram a funcionar na quinta-feira (1º).

Algumas salas de cinema

O Cineplay Sorocaba, que fica no Sorocaba Shopping, e o Cine Panorâmico, do Shopping Panorâmico, decidiram, entretanto, reabrir três de suas oito salas. E isto conforme as regras sanitárias do Plano São Paulo e do decreto da Prefeitura de Sorocaba, publicado em 4 de setembro.

Conforme essas regras, as salas podem receber o público com o máximo de 40% da capacidade total. Além do uso de máscaras, é obrigatória a medição de temperatura e o distanciamento mínimo de dois metros entre os espectadores.

Leia mais  Casal que teve variante britânica da Covid em Sorocaba não transmite mais o vírus, diz Saúde

Os complexos Cinépolis, do shopping Iguatemi Esplanada, e o Multiplex Cine Pátio Cianê, do shopping Pátio Cianê, informaram que estão estudando a possibilidade de reabertura nas próximas semanas.

Cinemas fechados desde março

Procurado pela reportagem, o Multiplex Cine Cidade não atendeu as ligações. Desde o dia 22 de março, decreto do governo estadual suspendia as exibições cinematográficas.

De acordo com Fernando Gonçalves José, gestor do Complexo Panorâmico, a reabertura segue todas as medidas de segurança e prevê ainda a compra antecipada (on-line) dos ingressos e a numeração de todas as poltronas.

Ele reconhece que depois de mais de seis meses fechado, o primeiro dia de reabertura teve movimento fraco, mas considera normal, já que os estúdios estão preferindo adiar as estreias.

“A gente acredita que, conforme for lançando estreias, as pessoas vão voltar aos poucos”, diz.

Sem novidades na telona

Para contornar a falta de novidades nas telonas, os exibidores têm dividido as salas entre novidades “mornas”, como a animação Scooby! O Filme, já lançado durante a pandemia em plataformas digitais, e “grandes sucessos de bilheteria”.

Leia mais  Procurado da Justiça é encontrado em Parque Esmeralda

Apostando na nostalgia dos cinéfilos, o Cineplay incluiu O Exorcista, clássico do terror de 1973, na programação, enquanto o Panorâmico elegeu Invocação do Mal, outro sucesso do gênero, para marcar essa reabertura.

Ambos os complexos completam as suas listas de exibições com A Maldição do Espelho, que chegou a entrar em cartaz na cidade no início de fevereiro.

Liberação de atividades culturais

A liberação de eventos, convenções e atividades culturais ocorreu no início de setembro, em Sorocaba. Essa decisão acontece depois que a cidade completou 28 dias na fase amarela do Plano São Paulo.

O decreto da Prefeitura determinou a observação dos protocolos de segurança para essa reabertura. Além do rigor no controle de acesso, as filas devem respeitar distanciamento e são proibidas atividades em que o público fique em pé.

As normas, que também estão presentes no plano do governo estadual, também exigem que o horário e os assentos sejam marcados.

Leia mais  Prefeitura pretende zerar ITBI para pessoas de baixa renda

Além dos cinemas, espaços culturais ligados ao Poder Público, como museus e bibliotecas, reabrem, em Sorocaba, a partir deste mês.

Esses locais vão funcionar de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h, também seguindo os protocolos sanitários. Vai ser permitida apenas 40% da capacidade total e o uso de máscara vai seguir obrigatório, assim como as regras de distanciamento social e a disponibilização de álcool em gel. (Felipe Shikama e Erick Rodrigues)

Comentários