Buscar no Cruzeiro

Buscar

Chimpanzé foge de recinto no Zoológico Quinzinho de Barros

12 de Novembro de 2020 às 14:24
Vinicius Camargo [email protected]

 

Kelly escapou da jaula enquanto era alimentada por um tratador. Crédito da foto: Fábio Rogério (12/11/2020)

Atualizada às 16h22

Uma chimpanzé, de 1,5 metro e 71 quilos, do Parque Municipal Zoológico Quinzinho de Barros, em Sorocaba, escapou do recinto, na tarde desta quinta-feira (12). Chamada de Kelly, a fêmea, de 15 anos, fugiu da jaula enquanto era alimentada por um tratador, por volta de 12h30.

Logo após a fuga, equipes da Polícia Militar Ambiental, da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros, da Guarda Civil Municipal (GCM) e de técnicos e veterinários do zoológico foram acionadas para capturá-la.

Segundo o secretário municipal de Meio Ambiente, Maurício Tavares da Mota, a macaca não chegou a sair do parque. Mas, durante cerca de duas horas, se locomoveu pelas dependências do local.

No decorrer do resgate, um dardo de tranquilizante foi injetado na primata. Contudo, o medicamento não fez efeito, pois não foi aplicado por completo, e ela não dormiu. No entanto, por volta das 14h30, a chimpanzé retornou voluntariamente para o recinto.

De acordo com Mota, apesar do estresse, a fêmea não se feriu. Mesmo assim, passará por avaliação veterinária.

Ainda conforme o secretário, as causas da fuga serão averiguadas. O funcionário será ouvido e, dependendo das constatações, responsabilizado pelo ato. "Vamos analisar se foi uma falha humana que causou a fuga dela", informou.

Durante cerca de duas horas, a macaca se locomoveu pelas dependências do Quinzinho. Crédito da foto: Fábio Rogério (12/11/2020)

Beto Carrero

Kelly vive no parque Beto Carrero World, na cidade de Penha, em Santa Catarina. O Quinzinho a abriga temporariamente, enquanto o seu hábitat regular passa por reforma. Ela está no zoo há sete dias, tendo chegado na última sexta-feira (6). Equipes do parque catarinense já relataram episódios anteriores de tentativas de fuga da primata, informou Mota. Apesar disso, o animal é considerado tranquilo e dócil.

A macaca divide o recinto com um chimpanzé macho, vindo do zoológico do Rio de Janeiro, no domingo (8), para ficar temporariamente em Sorocaba. O local também está em obras.

Após o término dos trabalhos, ambos voltarão para os parques de origem.

Público

O titular da Sema também afirmou que nenhum visitante se feriu. Por se tratar de um dia útil, a estimativa de público no local, nesta quinta (12), era de, em média, 50 pessoas.

Depois da comunicação da fuga, imediatamente, os funcionários adotaram todos os protocolos de segurança e esvaziaram o local, disse Mota.

Outro caso

Esta não foi a primeira vez em que um macaco fugiu do Quinzinho. No dia 1º de maio de 2013, um bugio escapou do parque. Ao contrário de Kelly, o primata saiu da área. O macaco foi eletrocutado na rede de energia elétrica da rua Teodoro Kaisel, próximo ao largo Francisco Eufrásio, na Vila Hortência. Na ocasião, ele foi resgatado pelo Corpo de Bombeiros e sobreviveu. (Vinicius Camargo)