Buscar no Cruzeiro

Buscar

Cartórios eleitorais iniciam preparação das urnas eletrônicas em Sorocaba

05 de Novembro de 2020 às 10:59
Ana Claudia Martins [email protected]

Cartórios eleitorais preparam urnas eletrônicas em Sorocaba. Crédito da Foto: Vinícius Fonseca (05/11/2020)

Os cartórios eleitorais de Sorocaba iniciaram nesta semana a preparação das urnas eletrônicas que serão utilizadas nos 170 locais de votação no próximo dia 15, primeiro turno das eleições 2020.

Na manhã desta quinta-feira (5), a preparação das urnas começou às 9h na 343ª Zona Eleitoral com a geração das mídias de cada equipamento. Outras zonas eleitorais também já iniciaram o mesmo trabalho desde terça-feira (3).

A 343ª Zona Eleitoral usará no total 239 urnas eletrônicas no dia da votação. Segundo o chefe da 343ª, João Lima, a preparação dos equipamentos começou nesta manhã e deve ser finalizado na sexta (6).

Já o processo de lacração das urnas eletrônicas será feito no sábado (7), às 9h, também na sede dos cartórios eleitorais de Sorocaba, que fica na Praça da Maçonaria, no bairro do Mangal.

Prepraração das urnas eletrônicas

A preparação das urnas eletrônicas que serão utilizadas no dia 15 começou na terça em Sorocaba, pelas zonas eleitorais 271, 294 e 342. Segundo o Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), no total, a cidade terá 1.309 urnas eletrônicas para as eleições 2020 e 196 de contingência (reserva).

A preparação das urnas eletrônicas para a votação consiste na transferência para a urna dos dados dos eleitores que votam em cada seção e dos candidatos que concorrerão no pleito. Cada seção eleitoral corresponde a uma urna eletrônica.

Cartórios eleitorais preparam urnas eletrônicas em Sorocaba. Crédito da Foto: Vinícius Fonseca (05/11/2020)

As mídias geradas são os dispositivos utilizados para carga na urna e também para ativação de aplicativos no equipamento, e ainda para a gravação de resultado. Após alimentar as urnas com as informações necessárias, os servidores realizam testes nos equipamentos, verificando o funcionamento, por exemplo, do som, impressora, brilho da tela e teclado.

Em seguida, são colocados lacres nos compartimentos das máquinas, devidamente assinados pela autoridade eleitoral, pelo promotor e pelos fiscais dos partidos e coligações presentes.

Com isso, todas as urnas, inclusive as de contingência, estarão prontas, não podendo haver mais nenhuma alteração. Depois de preparadas e lacradas, as urnas só realizam operação em dia e horário determinado, ou seja, na data da eleição. (Ana Cláudia Martins)