Sorocaba e Região

Cartórios eleitorais ficarão abertos neste sábado em Sorocaba

Saiba como regularizar o título de eleitor
Os cartórios eleitorais de Sorocaba ficam no bairro Mangal. Crédito da foto: Emídio Marques (7/10/2018)

Os seis cartórios eleitorais de Sorocaba funcionarão neste sábado (13) das 8h às 13h para atender aos eleitores que precisam regularizar a situação do título. Segundo o promotor eleitoral Eduardo Francisco dos Santos Júnior, 88.109 mil sorocabanos estão com os títulos cancelados ou a cancelar.

Esse grupo não votou nas últimas três eleições ou não fez o cadastramento biométrico obrigatório. Nesses dois casos, os eleitores precisam procurar a Justiça Eleitoral para regularizar a situação.

Para os eleitores que deixaram de votar ou justificar sua ausência no dia da eleição, a multa é de R$ 3,51 por turno. Eleitores em situação irregular têm até 6 de maio para evitar cancelamento do título. Os cartórios eleitorais de Sorocaba ficam na Praça da Maçonaria, no bairro do Mangal.

De acordo com a Justiça Eleitoral, o plantão em todos os cartórios e postos eleitorais do Estado tem como público-alvo o cidadão que trabalha ou estuda no horário regular de expediente dos cartórios eleitorais. Para regularizar o título de eleitor cancelado por ausência às urnas é necessário comparecer ao Cartório Eleitoral da sua inscrição ou, em caso de mudança de endereço, no Cartório Eleitoral ao qual pertença sua residência. Os documentos necessários são: documento de identificação original (RG, certidão de nascimento ou casamento, CNH, entre outros), título eleitoral, e comprovante de residência original, digital ou cópia, em nome do eleitor emitido ou expedido nos três meses anteriores à data do atendimento.

A biometria é uma tecnologia que confere ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação

Já para fazer a biometria é necessário apresentar um documento oficial de identificação (RG, carteira de trabalho, carteira profissional emitida por órgão criado por lei federal, certidão de nascimento ou de casamento), comprovante de residência (contas de água, luz, telefone, celular, bancárias, desde que contenham nome e endereço e sejam recentes com menos de três meses de emissão), e título eleitoral, caso o tenha.

A biometria é uma tecnologia que confere ainda mais segurança à identificação do eleitor no momento da votação. Acoplado à urna eletrônica, o leitor biométrico confirma a identidade de cada pessoa por meio das impressões digitais, armazenadas em um banco de dados da Justiça Eleitoral e transferidas para as urnas eletrônicas.

O TRE-SP recomenda que ninguém deixe para os últimos dias, quando poderá haver filas e lentidão no procedimento. O eleitor que não estiver em dia com suas obrigações não poderá votar nas próximas eleições, além de outras possíveis restrições. Para verificar se há pendências ou se está quite com a Justiça Eleitoral, o eleitor pode consultar o site do TRE ou ir ao cartório eleitoral mais próximo de sua residência.

Leia mais  Campanha contra a gripe tem como meta vacinar 175 mil pessoas em Sorocaba

 

O cadastramento biométrico iniciou-se em São Paulo no ano de 2010, no município de Nuporanga. Em 2015, foi estendido para todo o Estado, sem obrigatoriedade de comparecimento.

No pleito de 2018, 100 cidades paulistas tiveram a identificação totalmente biométrica dos eleitores no momento do voto, incluindo Sorocaba.

Em todo o Estado, 478 cidades integram o Ciclo 2019/2020 da biometria obrigatória, planejado pelo TRE-SP. No total, são mais de 11,7 milhões de eleitores envolvidos, dos quais 4,9 milhões realizaram o cadastro, o equivalente a 42,15%. Os cidadãos residentes desses municípios devem fazer a biometria no prazo definido, em datas que variam entre fevereiro e dezembro deste ano, sob pena de ter o título eleitoral cancelado. Confira a lista das cidades no site do TRE-SP. (Ana Cláudia Martins)

Comentários