Sorocaba e Região

Cartão alimentação dado a servidores tem baixa aceitação

O problema estaria ocorrendo desde quando eles receberam o cartão da empresa que tem sede no Estado do Espírito Santo
Cartão alimentação dado a servidores tem baixa aceitação
A situação afeta os servidores públicos municipais. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS (19/3/2019)

Servidores públicos municipais de Sorocaba estão tendo dificuldades em usar o vale-alimentação e vale-refeição. O problema estaria ocorrendo desde quando eles receberam o cartão da empresa que tem sede no Estado do Espírito Santo e venceu recentemente um processo licitatório. A reclamação é que alguns estabelecimentos da relação divulgada pela empresa não o aceitam.

Uma das pessoas que teve dificuldades nas compras foi o servidor da Prefeitura de Sorocaba que se identificou para a reportagem como Marcos. “Nós funcionários estamos entrando em contato com os estabelecimentos cadastrados no site da empresa e a resposta é a mesma. Alguns dizem que a empresa entrou em contato para efetuar o cadastro mas a empresa do cartão não mais retornou para formalizar. Outras empresas cadastradas site nem foram procuradas, desconhece tal cartão”, afirma.

Cartão não aceito

Ainda conforme o funcionário público ouvido pela reportagem, lotado há 30 anos, o problema ocorreu com vários servidores. “O pessoal está um pouco apreensivo. Enquanto está feito o pagamento em pecúnia está ótimo nada a reclamar. A Prefeitura está fazendo sua parte. Esperamos que se resolva em breve pois acredito que há um contrato de licitação e que deverá ser cumprido”, diz.

Leia mais  Deputado Capitão Derrite apoia tratamento precoce em Sorocaba

A reportagem ligou para nove locais que a empresa vencedora do processo licitatório indica em seu site, como credenciados que aceitam o cartão. Houve dificuldade em parte delas. Em um açougue, na Vila Espírito Santo, por exemplo, o cartão não é aceito. O cartão também não é aceito em um supermercado, na Vila Santana. Os dois locais, entretanto, constam da lista da empresa.

Já em uma loja especializada em salgados, a pessoa que atendeu afirmou que a empresa deixou a máquina que passa o cartão há alguns dias e não deu instruções sobre o uso. Em um restaurante, a atendente não deu certeza se aceitava, mas sugeriu que fosse feito um pedido para testar. Em quatro dos estabelecimentos consultados, sendo um supermercado, um posto de combustível e dois restaurantes, conforme as pessoas que atenderam a ligação, os locais aceitam os cartões.

Leia mais  Motorista fica preso às ferragens após bater em poste em Sorocaba

Depósito em conta

Questionada sobre a situação, a Secretaria de Recursos Humanos (Serh) informou que, assim que tomou conhecimento das reclamações, verificou sua procedência e notificou a empresa contratada, a fim de que esclareça os fatos e comprove os convênios firmados com os estabelecimentos comerciais. “A Serh ressalta que, para não haver prejuízos aos servidores, manteve o depósito dos valores referentes aos vales alimentação e refeição em folha de pagamento do mês de julho”, garante.

Pelo contrato, são 6 mil funcionários para o vale-alimentação ao custo de R$ 300,00 cada. No caso do vale refeição, são 3 mil servidores beneficiados ao custo de R$ 397,76 cada. O valor total do contrato, assinado em junho, com a taxa de administração, é de mais de R$ 35 milhões. A reportagem tentou, por telefone, ouvir a empresa Le Card na tarde desta segunda-feira (3), mas não obteve sucesso.

Leia mais  Profissionais de ensino básico com 47 anos ou mais recebem vacina hoje

Reclamações no Legislativo

Na Câmara de Sorocaba, o vereador Engenheiro Martinez (PSDB) também recebeu várias reclamações de servidores públicos em relação à empresa recém-contratada. O parlamentar enviou um requerimento ao Executivo pedindo providências para o caso. Ele argumenta que os benefícios dos servidores precisam ser respeitados, além do fato do dinheiro público não poder ser investido em empresas que descumprem as normas estabelecidas em contratos de licitação. (Marcel Scinocca)

Comentários