Sorocaba e Região

Carro com R$ 100 mil acumulados em multas é apreendido em Sorocaba

O montante da dívida é 10 vezes maior que o valor do próprio carro, um Renault Clio prata, ano 2001
Carro com R$ 100 mil acumulados em multas é apreendido em Sorocaba
O carro, modelo 2001, foi apreendido pela Polícia. Crédito da foto: Divulgação / Prefeitura de Sorocaba (10/1/2020)

Um automóvel com R$ 100 mil acumulados em multas e débitos tributários foi apreendido pela Operação Olho Vivo, realizada pela Prefeitura de Sorocaba e a Polícia Militar. O montante da dívida é 10 vezes maior que o do próprio carro, um Renault Clio prata, ano 2001. O veículo vale cerca de R$ 10 mil pela tabela Fipe.

O veículo foi abordado nesta sexta-feira (10) quando trafegava pela avenida Santa Cruz, zona oeste da cidade. Posteriormente, ele foi recolhido ao 4º Distrito Policial.

De acordo com o secretário de Segurança e Defesa Urbana, Marcos Mariano, veículos como esse precisam ser retirados das ruas. Além da dívida com a Fazenda do Estado, esse carros podem colocar em risco a segurança do trânsito, comentou. “Quem conduz veículos nessas condições não age de boa-fé. Então os riscos são de acidentes e atropelamentos”, associa Mariano.

Carro com R$ 100 mil acumulados em multas é apreendido em Sorocaba
Henrique de Agrella, Marcos Mariano e Jeferson Amêndola durante coletiva para tratar sobre a apreensão do veículo. Crédito da foto: Luiz Setti (10/1/2020)

Carros com dívida

O comandante da Guarda Civil Municipal (GCM), Henrique de Agrella, lembra que os motoristas na maioria das vezes adquirem esses veículos conscientes da dívida, e com a finalidade de rodá-los até que haja a apreensão. A estimativa é de que existam mais 30 carros nessas condições circulando pelas ruas de Sorocaba.

Por isso, o combate deve continuar ocorrendo de forma sazonal. Até agora, a soma das multas de todos os veículos recolhidos já chega a R$ 2 milhões.

Além da apreensão do veículo, há punições administrativas para quem utiliza um veículo nessas condições. Entre elas, a inscrição do nome no Cadastro de Inadimplentes do Estado de São Paulo (Cadin). Conforme o 2º tenente Jefferson Amêndola, da Polícia Militar, a situação configura crime de estelionato caso a dívida do veículo seja omitida em uma eventual negociação.

Muralha eletrônica

A operação Olho Vivo é realizada a partir do sistema de videomonitoramento que compõe a chamada “muralha eletrônica”. Ela monitora os acessos e principais ruas e avenidas de Sorocaba por intermédio da leitura das placas dos veículos.

Além da Divisão de Operação e Inteligência da Secretaria de Segurança Urbana (Sesu), a ação envolve, ainda, a Guarda Civil Municipal. Também inclui a Urbes — Trânsito e Transportes e a Polícia Militar, a quem compete a apreensão de veículos nessas condições. (Eric Mantuan)

Leia mais  Menina de Piedade foi morta com 18 perfurações no corpo, aponta laudo
Comentários