Sorocaba e Região

Capão Bonito decreta ‘lockdown’ até dia 16

As medidas proibitivas excluem as farmácias, que podem funcionar desde que obedecendo ao regime de plantão e revezamento
Capão Bonito decreta ‘lockdown’ até dia 16
Determinação considerou as orientações do comitê de enfrentamento à Covid-19. Crédito da foto: Prefeitura de Capão Bonito

Devido ao aumento do número de casos e internações Covid em Capão Bonito, a municipalidade decretou lockdown na quinta-feira (11). As medidas mais restritivas de isolamento devem seguir até o dia 16 de março para tentar conter a propagação da pandemia de coronavírus.

A decisão tomada por representantes do Executivo, Legislativo, da saúde e do comércio, proíbe o funcionamento dos estabelecimentos comerciais varejistas ou atacadistas, prestadores de serviço autônomos ou não, comércio ambulante, feiras livres de produtores, agências bancárias, lotéricas, correio, repartições publicas municipais, estaduais e federais, dentre outras atividades econômicas consideradas essenciais e não essenciais.

De acordo com o decreto municipal, a determinação considerou as orientações do comitê de enfrentamento à Covid-19 e a ocupação máxima dos leitos. “Os leitos hospitalares locais e regionais atingiram a lotação total, não havendo disponibilidade suficiente para atendimento de pacientes decorrentes da pandemia”, justifica o decreto.

Leia mais  Vacinação contra a gripe em SP começa na segunda-feira

As medidas proibitivas excluem as farmácias, que podem funcionar desde que obedecendo o regime de plantão e revezamento, postos de combustíveis, a rede pública de saúde e a coleta de lixo domiciliar. Os serviços públicos prestados pela Assistência Social do Município também deverão obedecer sistema de rodízio e revezamento. Além disso, os serviços de atendimento médico e odontológico da rede privada de saúde e médico veterinário, poderão apenas efetuar atendimentos pré-agendados, em situação de emergência.

Ainda conforme a determinação, o formato delivery poderá continuar em funcionamento apenas para setores alimentícios, ou seja, supermercados, mercados, mercearias, açougues, padarias, restaurantes e lanchonetes. Os estabelecimentos poderão fazer entregas respeitando o horário, das 8h às 23h. Já o sistema drive-thru fica proibido para todos os setores, exceto padarias. (Da Redação)

Comentários