Sorocaba e Região

Campanha de vacinação antirrábica em Sorocaba deve ficar para novembro

Campanha está condicionada à entrega das doses de vacina pelo Ministério da Saúde
Campanha antirrábica terá, hoje, 33 postos de vacinação
Campanha de vacinação está condicionada à entrega das doses de vacina pelo Ministério da Saúde. Crédito da foto: Erick Pinheiro/Arquivo JCS (3/11/2018)

Assim como no ano passado, a campanha de vacinação antirrábica em Sorocaba deverá ocorrer só em novembro, ou seja, daqui a dois meses. Isso porque a realização da campanha está condicionada a entrega das doses da vacina pelo Ministério da Saúde à Prefeitura de Sorocaba, prevista para ocorrer a partir de novembro.

No ano passado, a vacinação antirrábica na cidade ocorreu aos sábados durante o mês de novembro e terminou no dia 1º de dezembro. Desde 2015 a campanha anual tem sido realizada no mês de novembro. Em 2014 a campanha não foi realizada justamente porque a entrega das vacinas não ocorreu no prazo previsto e a vacinação ficou para janeiro de 2015. No ano passado, no total foram imunizados 40.169 animais, sendo 33.801 cães e 6.368 gatos.

Leia mais  Campanha de vacinação antirrábica é suspensa por falta de vacina

 

Questionada, a Prefeitura de Sorocaba informou que, “por meio da Secretaria da Saúde (SES), recebeu Nota Informativa nº 51/2019 do Ministério da Saúde informando sobre o desabastecimento de vacina antirrábica no país, por atraso na entrega do produto por parte do fabricante. Mas na nota consta que a próxima entrega está prevista para ocorrer a partir de novembro de 2019”, diz.

Ainda segundo a Prefeitura, “em Sorocaba há vacinas em estoque para as ações de rotina (vacinação de cães e gatos que entram em contato com morcegos, e vacinações eventuais)”. “E a campanha antirrábica no município ocorrerá assim que chegarem as doses necessárias para campanha, a partir de novembro de 2019, conforme previsão do Ministério da Saúde”, diz por meio de nota.

O município informa ainda que não há registro de cães e gatos com raiva na cidade nos últimos anos. “Há apenas relatos de um animal na década de 90. Em 2018 foram 8 morcegos positivos para raiva. Em 2019, até o presente momento, 3 morcegos positivos para raiva”, aponta.

A Prefeitura de Sorocaba afirma ainda que “a falta de vacina antirrábica não exime os responsáveis por cães e gatos de vacinarem seus animais com veterinários particulares, conforme parágrafo 3º do Art. 10 da Lei nº 8354/07, pois a vacina deve ser dada anualmente”, diz.

Conforme o Governo do Estado, a responsabilidade da aquisição e distribuição das vacinas antirrábica é do Ministério da Saúde. “O Estado apenas redistribui para os municípios, à medida que os lotes chegam a SP. Especificamente para o mês de agosto, foram solicitadas 1,5 milhão de doses da vacina para animais. Porém, até o momento, o órgão federal ainda não entregou nenhum quantitativo. Tão logo sejam enviadas novas remessas, haverá redistribuição no território”, informou a Secretaria de Estado da Saúde, em nota.

Ministério da Saúde confirma atraso

O Cruzeiro do Sul questionou o Ministério da Saúde sobre a previsão de entrega das doses da vacina para a Prefeitura de Sorocaba em novembro, mas o órgão federal apenas confirmou o atraso na entrega e que pretende solucionar a questão com o fornecedor, mas sem falar em prazos.

“Uma nova entrega da vacina antirrábica (VARC) está em andamento pelo Ministério da Saúde. A pasta aguarda a entrega do laboratório fornecedor, que informou ter identificado problemas técnicos na produção da vacina. O Ministério da Saúde está empenhado em solucionar este atraso junto ao laboratório fornecedor da vacina, e ressalta que as doses serão enviadas aos Estados assim que a produção for normalizada”, diz.

O órgão federal disse ainda que a pasta enviou doses da vacina antirrábica (para cães e gatos) em quantidade suficiente para atender a demanda mensal dos Estados para a vacinação de bloqueio de foco, que ocorre quando um animal é diagnosticado com o vírus da raiva. “Em 2019, foram enviadas mais de 9,8 milhões de doses para todo país, sendo 1,5 milhão para o estado de São Paulo”, diz o Ministério.

De acordo com o Ministério da Saúde, o Brasil está próximo à eliminação da doença causada por vírus canino da Variante 2. “A raiva é uma doença infecciosa aguda causada por um vírus que acomete mamíferos, inclusive o homem, e é transmitida principalmente por meio da mordida de animais infectados”, diz.

Cidades da RMS também esperam

Outras cidades da Região Metropolitana de Sorocaba (RMS) também aguardam a entrega das doses pelo Ministério da Saúde para iniciar suas campanhas de vacinação antirrábica. No mês passado, Itu, Piedade e Votorantim informaram que foram notificadas pelo órgão sobre a falta de vacinas e por isso a campanha estava temporariamente suspensa até então. As três cidades não registraram casos de raiva nos últimos anos.

No início do mês, a Prefeitura de Itu anunciou que a vacinação antirrábica na cidade deverá ser realizada nos próximos meses de setembro e outubro. “As doses de vacina para a campanha foram conseguidas devido ao empenho conjunto da Secretaria Municipal de Saúde e do Centro de Controle de Zoonoses local. A vacina é importante para prevenção e controle da raiva, doença (zoonose) gravíssima que leva a óbito praticamente todos os casos positivos. O cronograma da campanha será divulgado em breve”, disse o município.

A Prefeitura de Tietê também informou que “diante do cenário de falta da vacina, a recomendação é aguardar a situação até novembro de 2019. Portanto, a campanha antirrábica no município será adiada até termos novas orientações do Ministério da Saúde”, diz. O município afirma ainda que possui 250 doses em estoque, com vencimento em setembro/2019, e que o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) está disponibilizando-as aos munícipes.

“Especificamente, essas doses serão destinadas a animais que nunca receberam a vacina antirrábica. A vacinação é realizada no CCZ, por meio de agendamento pelo telefone 3282-1480. Recomendamos à população ainda, que procurem de maneira particular, a realização da vacinação em agropecuárias e clínicas particulares ou aguardem o reabastecimento do imunobiológico pelo Ministério da Saúde”, diz.

E a Prefeitura de Piedade informou que a Secretaria Municipal de Saúde recebeu ofício informando “que somente serão distribuídas doses de vacina para a região Nordeste, e que ainda não há definição para o estado de São Paulo”, diz.

Itapetininga inicia vacinação

A Prefeitura de Itapetininga, por intermédio do Setor de Controle de Zoonoses, iniciou esta semana a Campanha de Vacinação Antirrábica no município. Nesta primeira etapa, serão vacinados os animais da área rural da cidade.

A vacinação vai até o dia 3 de setembro. E a partir do dia 9 até 30 de setembro a vacinação ocorre na zona urbana, em locais definidos pela prefeitura. “Ao todo serão distribuídas aproximadamente 20 mil doses da vacina a cães e gatos em todo o município. No ano passado, aproximadamente 17 mil animais foram vacinados”, informou a Prefeitura de Itapetininga. (Ana Cláudia Martins)

Comentários

CLASSICRUZEIRO