Sorocaba e Região

Câmara vota nesta sexta (8) o empréstimo de US$ 56 milhões

Sessão será extraordinária, a primeira da nova legislatura. Executivo precisa dos votos de 14 dos 20 vereadores
Entre as obras, está previsto o alteamento da avenida 15 de Agosto, que sofre com alagamentos. Crédito da foto: Luiz Setti (29/12/2014)

Conforme antecipado pela Cruzeiro do Sul na edição de ontem (7), a Câmara de Sorocaba realiza hoje (8), a partir das 11h, a primeira sessão extraordinária da nova legislatura. O objetivo é avaliar o projeto de lei do Executivo que pede autorização legislativa para contrair dois empréstimos, de instituições financeiras diferentes, que totalizam US$ 56 milhões, equivalente a R$ 297 milhões. São necessários 14 votos dos 20 vereadores da Câmara.

A taxa de juros, conforme destaca o texto, varia, de acordo com a instituição e o prazo, de 1,1% a 2,64% ao ano. A operação de crédito externo, em regime de parceria de cofinanciamento, é junto ao Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata) e ao New Development Bank (NDB), com garantia da União.

O Executivo argumenta que os recursos irão colaborar para preparar o município para os desafios futuros. “A cidade que queremos deve ser uma cidade linda, onde os moradores sintam orgulho do cuidado que todos têm pela limpeza e beleza dos jardins, parques, ruas e avenidas, praças da cidade, de dia e de noite, bem iluminados gerando, além do prazer estético, também forte sensação de segurança”, afirma o texto.

Leia mais  Homem é multado em R$ 10 mil após ser flagrado com aves silvestres em cativeiro

No projeto, o Executivo detalha onde serão os investimentos. São 12 obras no total. Entre as obras previstas estão a macrodrenagem e infraestrutura em 24 mil metros quadrado no bairro Nilton Torres. Também está previsto a construção de trincheira — rebaixamento de uma das vias em cruzamento — entre as avenida Antonio Carlos Comitre, Washington Luiz e Barão de Tatuí. E a duplicação da rua Lauro Maiello Kook, entre a rodovia Raposo Tavares até altura do número 1.300, numa extensão de 1.300 metros.

Há ainda obras na avenida Engenheiro Carlos Reinaldo Mendes, no córrego Piratininga e Jardim Guariglia. A ligação da rua Francisco Augusto, no jardim São Guilherme II, com a rua Arlindo Leite, no jardim Paulista também aparece na lista. Há a previsão de ligação da avenida Ulysses Guimarães com a rua Olinda Aires Paulete, no Parque das Paineiras. Outra ligação prevista é para o bairro Wanel Ville IV com bairro jardim Vilagio Torino, por meio do prolongamento da rua Nelson Juliano.

Leia mais  Procurado pela Justiça é preso no bairro Vitória Régia

Outro prolongamento previsto é da avenida Três de Março, do trecho da Siderúrgica Gimenes até a rodovia Celso Charuri, melhorando o acesso, hoje de terra, à região de Aparecidinha. O alteamento da avenida 15 de Agosto também está previsto, além da ligação viária de acesso do Parque São Bento ao residencial Carandá com extensão de 1.300 metros. No total, ainda está previsto a recuperação da infraestrutura de 42.888 mil metros quadrados de vias das regiões leste e oeste da cidade.

No texto que foi enviado à Câmara consta o prolongamento da avenida Edward Fru-Fru Marciano da Silva com trincheira sob a rua Atanásio Soares. Para a área, há um contrato assinado no ano passado, em maio, para a construção de um viaduto com pavimentação. Ele fará a ligação entre a Edward Fru-fru com a avenida Ulysses Guimarães, sobre a avenida Itavuvu. Ou seja, caso o contrato seja executado e o projeto aprovado na Câmara, o trecho viário contará com duas obras importantes. (Marcel Scinocca)

Comentários