fbpx
Sorocaba e Região

Bebê que nasceu com dentes passa pela terceira consulta pós-cirúrgica

Segundo a cirurgiã-dentista Maria Isabel Critis de Souza, gengiva está cicatrizada e criança passa bem
A cirurgia foi feita na Unidade Básica de Saúde da Vila Haro, em Sorocaba
O bebê já teve os dentes retirados em uma UBS de Sorocaba. Crédito da foto: Cortesia (31/8/2019)

O bebê que nasceu com dois dentes em Sorocaba passou quarta-feira (31) pela terceira e última consulta pós-cirúrgica na UBS da Vila Haro. Segundo a cirurgiã-dentista Maria Isabel Critis de Souza, responsável pelo procedimento, a gengiva já está cicatrizada e a criança passa bem.

Maria Isabel atua há 20 anos como cirurgiã-dentista e nunca tinha visto ao vivo um caso semelhante ao do bebê sorocabano. “É um caso raro”, conta.

A criança nasceu em 15 de julho na Santa Casa de Sorocaba e, dez dias depois, foi submetida à cirurgia na UBS da Vila Haro. O menino apresentava dois dentes incisivos na parte inferior da boca.

A médica pediatra Maria Fernanda Haro foi quem atendeu o bebê na UBS da Vila Haro. Ela direcionou o caso à dentista Maria Isabel. A cirurgia ocorreu na própria Unidade Básica de Saúde e foi realizada com música. Um som semelhante ao barulho do útero foi colocado para ajudar a tranquilizar a criança.

Leia mais  Parte do comércio deve funcionar neste feriado da República

O local da cirurgia foi higienizado, o bebê recebeu oxigenação e anestesia local. De acordo com Maria Isabel, a retirada dos dois dentes demorou cerca de 5 minutos.

Necessidade

Os dois dentes do bebê foram retirados pois havia a possibilidade de ambos serem aspirados, conta Maria Isabel. Isso poderia provocar até a morte da criança.

A presença dos dentes também causava feridas na boca do bebê, mais especificamente debaixo da língua. Ele apresentava dificuldades em mamar e tinha dificuldades em ganhar peso.

Futuro

Segundo Maria Isabel, a probabilidade é de 90% para que os dentes do bebê sejam de leite. Há também a chance de serem supranumerários – aqueles “a mais” na arcada dentária. Caso sejam de leite, os permanentes crescerão normalmente entre os 5 e 6 anos de idade. (Da Redação)

A cirurgiã-dentista Maria Isabel Critis de Souza, responsável pelo procedimento na gengiva da criança. Crédito da Foto: Fábio Rogério (31/7/2019)
Comentários

CLASSICRUZEIRO