Sorocaba e Região

Barreiras sanitárias abordam 764 veículos e 1.404 pessoas no sábado em Sorocaba

Objetivo das ações é impedir aglomerações e evitar que moradores de outras cidades venham para a cidade
Moradores de Sorocaba contestam eficácia das barreiras para impedir visitantes em Sorocaba. Crédito da foto: Secom/Sorocaba.

Um total de 764 veículos vindos de fora de Sorocaba foram abordados no sábado (27), durante operação das barreiras sanitárias montadas pelas equipes da Prefeitura, em cinco pontos da cidade.

Ao longo do dia, 1.404 pessoas, entre motoristas e passageiros, tiveram a temperatura corporal aferida e foram orientadas sobre a responsabilidade de se evitar a circulação na cidade, sem necessidade.

A ação prossegue, diariamente, até o dia 4 de abril. As barreiras foram instaladas na Av. Eng. Carlos Reinaldo Mendes (em frente ao Paço Municipal), Av. Ipanema (próximo à entrada do Jardim Botucatu), Av. Dom Aguirre (ao lado da Casa do Turista), Av. São Paulo (altura do número 4.500) e Av. Armando Pannunzio (altura do número 1.120). No sábado, as barreiras foram encerradas aproximadamente às 19h, em virtude das fortes chuvas que ocorreram no período da noite.

Leia mais  Projeto paulista unifica programas sociais

O objetivo das ações é impedir aglomerações e evitar que moradores de outras cidades venham para o município neste momento crítico da pandemia, sobretudo em razão dos feriados antecipados pela cidade de São Paulo. São abordados veículos de outras cidades e, por amostragem, também veículos com as novas placas padrão Mercosul.

“Notamos que houve uma diminuição do número de carros vindos para o município e acreditamos que, além do fator climático, por termos uma tarde chuvosa, o fator preventivo funcionou, o que era nosso intuito. Por isso mesmo, iniciamos as barreiras sanitárias logo na última quinta-feira, antes dos feriados decretados pela capital paulista”, afirma o Coronel Vitor Gusmão, secretário de Segurança Urbana.

Cada barreira sanitária conta com equipes das secretarias da Saúde, de Segurança Urbana (Sesu) e de Mobilidade e Desenvolvimento Estratégico (Semob), compostas por agentes de trânsito, guardas civis municipais e técnicos da área da saúde, com o apoio da Polícia Militar (PM). (Da Redação, com informações Secom/Sorocaba)

Comentários