Sorocaba e Região

Banco de Olhos de Sorocaba comemora 41 anos

Instituição é referência em captação e transplantes de córneas em toda a América Latina
Banco de Olhos de Sorocaba comemora 41 anos
Instituição é hoje o maior centro de captação e transplantes de córneas da América Latina. Crédito da foto: Fábio Rogério (14/8/2020)

Criado em 1979, o Banco de Olhos de Sorocaba (BOS) é uma instituição filantrópica sem fins lucrativos, referência em captação e transplantes de córneas em toda a América Latina. O grupo ao qual pertence reúne um conglomerado de instituições, reconhecido em todo o país e no exterior pelo desenvolvimento de diversas atividades nas áreas da saúde, pesquisa, ensino e meio ambiente, sendo acreditado e certificado internacionalmente como uma das melhores do Brasil.

Tudo começou há mais de quatro décadas, quando um médico oftalmologista paulistano, transplantador de córneas, propôs uma parceria para aumentar o número de doadores. Com a mobilização de alguns membros da sociedade, começou a captação dos tecidos no Conjunto Hospitalar de Sorocaba.

Por ser um trabalho complexo, o grupo que deu início ao BOS decidiu encerrar as operações. Em 1984, o atual presidente, Pascoal Martinez Munhoz, chegava à instituição com a missão de encerrar o projeto. No entanto, ao identificar o enorme potencial, passou a trabalhar para desenvolver e profissionalizar o BOS, que saiu do CHS e passou alguns anos instalado em sala da Ofebas. Com o crescente número de captações, espalhou-se a notícia de que em Sorocaba havia muitas córneas e começaram a chegar pessoas vindas de diversas regiões do país, em busca de atendimento oftalmológico e transplantes.

Leia mais  Coronavírus zera estoque de córneas no Banco de Olhos de Sorocaba

 

Desde o início de suas atividades, o BOS já captou quase 182 mil córneas, provenientes de mais de noventa mil doadores. Em 2007, inaugurou uma unidade na capital paulista com o objetivo de suprir a demanda por córneas na Grande São Paulo.

Passam de 38 mil transplantes realizados no centro cirúrgico do Hospital Oftalmológico de Sorocaba (HOS), do grupo BOS. Lá, cerca de duzentos médicos oftalmologistas e cinquenta otorrinolaringologistas integram a equipe responsável por realizar mais de trinta mil atendimentos por mês (pré-pandemia), sendo 70% por meio do SUS. O número de cirurgias coloca o BOS como o maior transplantador da América Latina. (Da Redação, com informações do BOS)

Comentários