fbpx
Sorocaba e Região

Ativistas pedem a volta de Black no zoológico de Sorocaba

Secretário irá se reunir com o departamento jurídico da Prefeitura de Sorocaba para tratar do caso
Ativistas pedem a volta de Black no zoológico
Justiça autorizou transferência do chimpanzé ao GAP. Crédito da foto: Erick Pinheiro / Arquivo JCS (25/1/2014)

O secretário do Meio Ambiente, Parques e Jardins (Sema), Jessé Loures, disse na manhã de sexta-feira (23) aos ativistas que defendem a volta do chimpanzé Black do Santuário de Grandes Primatas (GAP) para o Parque Zoológico Municipal Quinzinho de Barros que irá se reunir com o departamento jurídico da Prefeitura de Sorocaba nos próximos dias para tratar do caso.

Por decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) o animal foi transferido do zoológico onde estava há mais de 40 anos para o GAP no dia 6 de maio, conforme acórdão assinado pelo relator Miguel Petroni Neto. Na manhã de sexta-feira (23), o grupo de ativistas que pede a volta do Black se reuniu com o titular da Sema, na sede da pasta.

Para a bióloga e veterinária, Maria Cornélia Mergulhão, a administração municipal precisa se empenhar mais para tentar reverter a decisão judicial no julgamento do mérito. “É preciso que seja apresentado no processo todos os documentos técnicos e legais que comprovam que o animal vivia bem e era bem tratado no zoológico, onde ele estava há mais de 40 anos”, aponta. O também biólogo Hebert Rudolfi disse que no GAP não é possível visitá-lo, e que somente a equipe do Zoológico é recebida no local para ver o animal.

Leia mais  Zoológico de Sorocaba completa 50 anos

 

Já o ativista Leandro Ferro, que representa as entidades autoras da ação judicial, disse que o promotor Jorge Marum e os três desembargadores que decidiram pela transferência de Black, foram assertivos e extremamente técnicos em relação ao processo. “A prova disto é a vida que ele tem hoje no santuário”. (Ana Cláudia Martins)

Comentários