Sorocaba e Região

Assessora em Brasília elenca recursos obtidos por Sorocaba

Em entrevista à Cruzeiro FM, Jane disse que atua junto ao governo federal
Assessora em Brasília elenca recursos obtidos por Sorocaba
Jane durante entrevista ao Jornal da Cruzeiro. Crédito da foto: Alessandra Santos

A assessora externa da Prefeitura de Sorocaba, Jane Cláudia Santin Martins, que atua em Brasília, esteve na sexta-feira (24) na Cruzeiro FM 92,3 e afirmou que desde dezembro de 2018, quando foi nomeada, já conseguiu captar milhões em recursos para vários setores da cidade. Manoel David Korn de Carvalho, diretor chefe da Promotoria Econômica da Prefeitura, também apresentou justificativas para a manutenção do cargo.

De acordo com Jane, entre os resultados que já obteve, há captação de recursos para a Santa Casa, o setor de Zoonoses e o Banco de Olhos de Sorocaba (BOS). Ela também afirma buscar apoio para outras causas, como o desenvolvimento urbano, industrial e de combate à violência. “Também tomei como missão pessoal a aquisição do imóvel que funciona como Casa Abrigo para mulheres e crianças vítimas de violência doméstica. Estou buscando maneiras de viabilizar essa compra, seja diretamente com os ministérios ou com a iniciativa privada”.

Leia mais  Prefeitura abre processo seletivo para estagiários em Sorocaba

Jane destacou que presta contas mensalmente sobre seu trabalho e destacou resultados que considera importantes, como a liberação de R$ 3 mi para construção de cinco creches e escolas na zona norte da cidade. “A continuidade das obras estava ameaçada por falta de repasse do governo federal. Estive no Ministério da Educação apresentando a situação da cidade e consegui a liberação da verba”, apontou.

Segundo a servidora, a Prefeitura não mantém um escritório em Brasília e ela é a ponte da cidade com os deputados e com os representantes do governo federal. “A presença dela em Brasília faz com que os secretários municipais possam ficar mais na cidade, mas algumas questões são estritamente políticas e a Jane é uma técnica”, afirmou o diretor chefe da Promotoria Econômica.

Câmara

No início de maio, a função de Jane foi debatida na Câmara e os vereadores chegaram a falar em convocar a servidora para prestar contas e apresentar seus resultados. Manoel afirma que já fez contato com sete parlamentares sorocabanos e pretende se reunir com os outros 13 integrantes do legislativo para falar sobre a importância da atuação da assessora externa. “Claro que se ela for convidada ou convocada, ela irá até a Câmara, mas Jane vem até Sorocaba uma vez ao mês. Se for preciso, eu posso prestar essas contas”, disse Carvalho.

Leia mais  Pedágio aumenta em seis praças da Região Metropolitana de Sorocaba

Jane disse ter ficado bastante incomodada com a ação dos vereadores sorocabanos. “Quando eles polemizam a minha atuação e tornam isso um espetáculo, só fazem levar a desinformação e colocam a população contra”, reclama. “Colocaram em cheque o salário que eu recebo e isso é um absurdo, pois a criação do cargo e o salário foi aprovado pela própria Câmara”, disse. Jane recebe salário de R$ 11 mil, além de custeio de despesas de alimentação, hospedagem e deslocamento para Sorocaba. (Da Redação)

Comentários