Sorocaba e Região

Apenas 1.394 sorocabanos regularizam a situação na Justiça Eleitoral

Até a última terça-feira, cerca de 55 mil eleitores não estavam aptos a votar em 2020
Apenas 1.394 pessoas regularizam situação perante o TRE-SP
O retorno do recadastramento está previsto para 3 de novembro, após as eleições deste ano. Crédito da foto: Fábio Rogério / Arquivo JCS

Somente 1.394 sorocabanos regularizaram sua situação perante a Justiça Eleitoral. O Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) estabeleceu até quarta-feira (6) a data limite para o acerto de pendências, o que deveria ser feito pela internet, no sistema Título Net. Até a última terça-feira (5), cerca de 55 mil eleitores se encontravam em situação irregular e não estavam aptos a participar das eleições municipais de 2020.

O TRE-SP informou que atualmente a cidade tem 485.816 eleitores. Os dados devem ser atualizados com o fechamento do cadastro e após a análise dos requerimentos recebidos até o prazo de regularização, assim como a quantidade de munícipes aptos a votar no próximo pleito.

Conforme divulgado anteriormente pela corte, na última terça-feira (5), 10.001 eleitores estavam com o título de eleitor cancelado por ter deixado de votar ou justificar por três eleições consecutivas. Outros 45.390 munícipes não tinham comparecido aos cartórios para cadastrar a biometria, o que também invalidava o documento. O prazo para normalização da situação foi iniciado em novembro de 2018.

Leia mais  Trump quer retomar campanha eleitoral

 

Na data limite para regularização do cadastro junto à Justiça, os eleitores enfrentaram dificuldades para acessar o Título Net. O TRE-SP justificou a instabilidade no site devido ao elevado número de acessos simultâneos.

O eleitor que não conseguiu regularizar o título não poderá votar nas eleições 2020. Entre outras consequências estão previstas a impossibilidade de emitir passaporte, obter empréstimo em bancos públicos, matricular-se em instituições de ensino públicas e assumir vaga em concurso público.

Leia mais  Maioria da Câmara Federal apoia fundo eleitoral contra pandemia

 

O retorno do recadastramento está previsto para 3 de novembro de 2020. O Tribunal Regional Eleitoral foi questionado se os atendimentos serão realizados de maneira presencial, mas informou que os cartórios seguem com atividades suspensas por tempo indeterminado. (Wesley Gonsalves)

Comentários