Sem categoria

Restituição do IR injeta R$ 62 mi na região

O segundo lote de restituição do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) 2018 terá um valor total de R$ 62,1 milhões para a região da Delegacia da Receita Federal em Sorocaba, que abrange 52 municípios. São 49.358 os contribuintes contemplados. O lote também inclui restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017. O valor médio de restituição por contribuinte na região é de R$ 1.259 neste segundo lote.

O crédito bancário será liberado na próxima segunda-feira (dia 16) e a consulta, no site da Receita Federal, pode ser feita desde a última segunda (09). Os R$ 62,1 milhões do segundo lote, para contribuintes da região, ajuda no pagamento de contas e também para o consumo, movimentando a economia local.

Em todo o País, o valor da restituição é de R$ 5 bilhões, para 3.360.917 contribuintes. Os próximos lotes estão previstos — conforme o calendário da Receita Federal — para os dias 15 de agosto (3º), 17 de setembro (4º), 15 de outubro (5º), 16 de novembro (6º) e 17 de dezembro (7º).

Lotes residuais

Dos R$ 62,1 milhões esperados para a região de Sorocaba, a maior parte — R$ 60,8 milhões — é referente ao exercício de 2018, que representa 48.363 contribuintes. Há também muitos que receberão valores de exercícios passados. Segundo os dados da Receita Federal, 432 pessoas receberão, juntas, R$ 699,4 mil relativos à declaração de 2017; 264 receberão R$ 251,5 mil em restituição de 2016; 138 terão R$ 178,4 mil referentes ao exercício de 2015; 101 a R$ 145,9 mil em declarações de 2014; 49 a R$ 28,3 mil da de 2013. Há ainda mais 11 com valores menores, em restituições de 2012, 2011, 2010 e 2009.

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte deve acessar o site da Receita (idg.receita.fazenda.gov.br), ou ligar para o Receitafone, 146. No site, pelo serviço “Atendimento Virtual (e-CAC)”, é possível ver o extrato da declaração e verificar se há inconsistências de dados identificadas pelo processamento. Nesta hipótese, o contribuinte pode avaliar as inconsistências e fazer a autorregularização, mediante entrega de declaração retificadora.

A Receita Federal oferece, ainda, aplicativo para tablets e smartphones que facilita consulta às declarações do IRPF e situação cadastral no CPF. Com ele, o contribuinte pode consultar diretamente nas bases da Receita informações sobre liberação das restituições e a situação cadastral de uma inscrição no CPF.

Caso o valor não seja creditado, o contribuinte poderá contatar pessoalmente qualquer agência do Banco do Brasil ou ligar para a Central de Atendimento por meio do telefone 0800-729-0001 ou 0800-729-0088 (telefone especial exclusivo para deficientes auditivos).

 

 

Comentários