Educa Mais Educare

Enem abre inscrições para pessoas privadas de liberdade

Procedimento deve ser realizado por coordenadores pedagógicos

Até o próximo dia 4 de outubro, coordenadores pedagógicos de unidades prisionais e/ou socioeducativas podem realizar a inscrição de detentos no Exame Nacional do Ensino Médio para Pessoas Privadas de Liberdade e Jovens sob Medida Socioeducativa (Enem PPL). O procedimento é feito exclusivamente via internet por meio do sistema Enem PPL 2019.

Até o dia 27 de setembro, os órgãos de administração prisional e socioeducativa têm até 27 de setembro para firmar um termo de compromisso junto ao Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), pasta do Ministério da Educação responsável pela elaboração e aplicação da prova.

As provas do Enem PPL 2019 serão aplicadas nos dias 10 e 11 de dezembro. Os candidatos que já concluíram o ensino médio ou concluirão ainda este ano, poderão utilizar as notas para pleitear uma vaga no ensino superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), por exemplo.

Leia mais  Google disponibiliza duas mil bolsas de estudo para Suporte de TI

Já os participantes que não estejam cursando ou não concluirão o ensino médio este ano, só poderão utilizar os resultados individuais no exame para autoavaliação de conhecimentos.

Atendimento especializado Enem PPL

Além do público com baixa visão, a partir desta edição, o exame também atenderá pessoas com cegueira, visão monocular, surdocegueira, dislexia, déficit de atenção, autismo, discalculia, deficiência física, deficiência auditiva, surdez e deficiência intelectual. O prazo para os participantes que necessitam de um ou mais desses atendimentos é o mesmo de inscrição, 4 de outubro.

*com informações do Inep

Fonte: Agência Educa Mais Brasil

Comentários

CLASSICRUZEIRO