Anglo

“Líder em Mim” estimula competências para a vida

Programa de liderança gera boletim analítico que apresenta o comportamento dos estudantes no dia a dia

O dia a dia pede pessoas com habilidades importantes para as relações interpessoais, liderança, organização e a capacidade de traçar a melhor estratégia para solucionar problemas do cotidiano, ou seja, hoje em dia, as competências socioemocionais ganham cada vez mais espaço. Atualmente, a habilidade acadêmica, ou seja, aquela que é memorizada de acordo com o material didático, é possível obtê-la se aprofundando mais no assunto. Já para a inteligência emocional é preciso ter ainda mais habilidade para adquiri-la.

Anglo Sorocaba
Alunos segurando placas com os 7 hábitos

Diante da proposta de trabalhar com o desenvolvimento cognitivo dos estudantes, preparando-os para viver em sociedade, o Anglo Sorocaba utiliza o programa “Líder em Mim” e o boletim analítico, além do boletim bimestral de notas, para medir as competências socioemocionais.

Baseado no livro “Os Sete Hábitos das Pessoas Altamente Eficazes”, de Stephen R. Covey, o programa “Líder em Mim” visa desenvolver a liderança com vivência nos 7 hábitos, de uma maneira comportamental. “Ele é aplicado para os alunos da Educação Infantil ao Ensino Fundamental, de maneira prática, utilizando-se de experiências do seu cotidiano para trabalhar suas ações e reações, diante daquelas situações”, explica a coordenadora da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I, Morana Serrano.

Dessa forma, durante as aulas, em diferentes disciplinas, as crianças, principalmente, são estimuladas à prática de suas melhores atitudes como controlar as emoções, alcançar as metas, demonstrar empatia, trabalhar em grupo, tomar decisões de maneira responsável e coerente, entre outras. “Em cada atividade, buscamos deixar bem claro a meta da classe e o papel de cada aluno, para que entenda que ele é uma peça importante daquela equipe e o resultado é fruto de todos. Na Educação Infantil, entendemos que o trabalho precisa ser ainda mais intensificado, pois é o momento em que a criança está desenvolvendo os seus próprios valores”, explica a professora do 1º. Ano, do Ensino Fundamental I, Jane Bertola.

O resultado desse desempenho é compartilhado com a família por meio do boletim analítico, que leva em consideração a assiduidade, comprometimento, sociabilidade, entre outros, para avaliação da personalidade do aluno.

Ao decorrer do ano, todas as atividades realizadas em sala de aula são avaliadas com os conceitos acadêmicos e sociemocionais/cognitivos, tendo como carro-chefe o “Líder em Mim”, que visa desenvolver a liderança dos estudantes, por meio dos sete hábitos, sendo eles: “Seja proativo”, “Comece com o objetivo em mente”, “Faça primeiro o mais importante”, “Pense ganha-ganha”, “Procure compreender primeiro, depois ser compreendido”, “Crie sinergia” e “Afine o instrumento”. “Para as crianças, esse conceito fica muito natural, você percebe que eles incorporam os hábitos no dia a dia e fazem rapidamente a associação entre as ações positivas e negativas, em que eles mesmos conseguem notar as atitudes de um bom líder”, explica Morana.

Assim, o aluno é estimulado a ter um bom comportamento além do âmbito escolar, sendo também impactado para transformar essas atitudes em hábitos diários.

“Quando você traz isso desde pequeno, acaba sendo até natural quando você se torna adulto. Dá oportunidade para ele de ser um indivíduo com uma consciência mais ampla, que se preocupa consigo mesmo, que se preocupa com outro e também dono de si, para que ele possa trilhar seu caminho tendo autonomia e proatividade, não deixando de olhar para o outro”,
comenta Wellington Rodrigues, pai do Giovani de 9 anos.

Cada criança se desenvolve no seu tempo, por isso é importante ficar atento aos sinais de ela já está apta para ingressar na escola e que é um bom momento para acrescentar alguns hábitos. Mas como saber o momento certo? Clique aqui e leia o artigo que explica “a hora certa” da criança ingressar na escola.

Comentários