Presença

#TBT: Estádio Humberto Reale

Para que o estádio fosse erguido, grupos de torcedores e simpatizantes doaram materiais de construção e horas de trabalho
#TBT: Estádio Humberto Reale
Vista aérea do Estádio Humberto Reale. Crédito da foto: Projeto memória Jornal Cruzeiro do Sul

O Estádio Humberto Reale foi o primeiro estádio de futebol de Sorocaba a receber uma partida oficial. A equipe do São Bento possuiu vários campos e sedes até 1924, ano em que uma comissão, formada por dirigentes e apoiadores do clube, buscou um terreno grande o suficiente para a construção de um estádio.

Uma área foi encontrada na antiga rua dos Morros (atual rua Coronel Nogueira Padilha). Para que o estádio fosse erguido, vários grupos de torcedores e simpatizantes doaram materiais de construção e dedicaram horas de trabalho. As obras iniciaram-se no dia 1º de março de 1925. Após longos nove anos de trabalho, o estádio finalmente foi inaugurado em 25 de fevereiro de 1934, em uma grande cerimônia que encerrou-se com uma partida que terminou em empate de 2 a 2, entre São Bento e Palestra Itália.

Em 1953 o clube profissionalizou-se e, consequentemente, haveria a necessidade de ampliação do estádio. No dia 1º de maio de 1960, uma comissão presidida por Santo de Oliveira e formada por dirigentes e simpatizantes do clube foi inaugurada com o intuito de arrecadar um numerário suficiente em prol da aquisição e instalação da iluminação do estádio. A primeira vez que a iluminação foi usada foi no dia 13 de dezembro de 1962, em partida disputada contra o Elvira de Jacareí. Na oportunidade, o Azulão sorocabano venceu pelo placar de 2 a 1.

Leia mais  Presença: Festa da democracia

Em 1963, o estádio, que antes era chamado apenas de Campo do São Bento, passou a ser chamado de Estádio Dr. Humberto Reale, em homenagem ao ex-presidente do Azulão, falecido quatro anos antes. O Estádio Dr. Humberto Reale já foi palco de grandes partidas, tendo como fato marcante a presença do rei Pelé em um dos embates entre a equipe do Santos Futebol Clube (considerado o melhor time do mundo, à época) e o Esporte Clube São Bento, em 30 de outubro de 1963. Neste, o São Bento saiu vitorioso pelo placar de 3 a 2.

Ali, jogadores e torcedores viviam familiarizados, uma vez que os treinos do Bentão eram abertos ao público. Era constante a presença de, aproximadamente, 300 torcedores nos treinamentos do Azulão no Humberto Reale.

Um dos fatos mais marcantes da arquitetura do estádio estava na distância entre arquibancadas e campo. O local destinado à acomodação da torcida era muito próximo ao alambrado. Centenas de pessoas faziam questão de acompanhar os jogos em pé, junto ao alambrado, frente a frente com os jogadores. A pressão do torcedor era muito forte.

O jogo de despedida do Velho estádio foi realizado em 4 de outubro de 1978, entre São Bento e Ponte Preta, que terminou em 0 a 0. Na oportunidade, cerca de 12 mil torcedores estiveram presentes para dar adeus ao local de tantas glórias, emoções e momentos de entretenimentos.

Leia mais  Presença: Web Teatro

No final da década de 1970, com a mudança dos jogos para o Estádio Municipal Walter Ribeiro (CIC), o clube decidiu transformar a área do Estádio Dr. Humberto Reale em um conjunto poliaquático para os sócios. Entretanto, o projeto foi sendo abandonado. Em 1987, uma comissão, liderada pelo Francisco Carnelós, remodelou o estádio, visando a fixação de uma sede administrativa, bem como a realização de treinamentos, jogos amistosos e partidas menores. Po meio desta iniciativa, o gramado foi refeito e o São Bento chegou a realizar alguns jogos amistosos no Humberto Reale.

Até meados dos anos 2000, o estádio foi usado para partidas do Campeonato Amador de Sorocaba. No final dos anos 2000, as arquibancadas de cimento e as de madeira foram demolidas para dar lugar a um centro de treinamento devidamente equipado. Entretanto, em decorrência de várias divergências, as obras foram abandonadas. Em 2011, após anos de abandono do Estádio Humberto Reale, a Associação “Vamos subir, Bento!” (criada por um grupo de torcedores encabeçada pelo ex-presidente do clube Laor Rodrigues),iniciou uma campanha, junto aos torcedores e empresários, para a capitalização de recursos para deixar o “Velho Humberto Reale” com condições de uso novamente.

Leia mais  #TBT: rua Comendador Oetterer

A Associação “Vamos subir, Bento!” deu uma roupagem diferente ao local, que passou de estádio a Centro de Treinamentos Administrativo. Esta comissão mobilizou, por conta própria, toda a sociedade. Através de doações, foi dado início às obras no local. O projeto, cedido pela Associação dos Engenheiros e Arquitetos de Sorocaba, contempla vestiários, alojamentos, cozinha, sede administrativa etc. Devido aos recursos escassos para esta obra, o projeto foi modulado. A primeira fase foi concluída e entregue com uma grande festa no dia 14 de setembro de 2013, no mesmo dia em que o Esporte Clube São Bento completou seu centésimo aniversário. O local ganhou o nome de Centro de Treinamento Laor Rodrigues, prestando uma homenagem ao conselheiro da Fundação Ubaldino do Amaral (FUA) e ex-presidente do Esporte Clube São Bento.

TBT é uma gíria popular que significa “Throwback Thursday” e pode ser traduzida, do inglês, como “quinta-feira do retorno” ou “quinta-feira do regresso”. A gíria, simbolizada por #tbt, é utilizada pelos usuários de redes sociais como hashtag para marcar fotos que se refiram ao passado.

Comentários