Buscar no Cruzeiro

Buscar

Presença: #VacinaSim

12 de Março de 2021 às 00:01
Manuel Garcia [email protected]
Manuel Garcia [email protected]

Presença: #VacinaSim Izabel Negrette Garcia ficou feliz da vida em receber a vacina. Crédito da foto: Divulgação

Em tempo de pandemia a grande esperança é a vacina, várias pessoas já foram vacinadas em nosso País, o que tem levado tranquilidade para muitas famílias. Os filhos e netos que estão levado seus queridos para a imunização, estão eternizando este momento tão importante com vídeos e fotos. Com o início da vacinação contra a Covid-19 no Brasil, muitas pessoas já estão ansiosas para voltar à normalidade e fazendo planos para depois de tomar a vacina. Porém, a rotina não voltará ao normal logo após a imunização. Será preciso ter um pouco mais de paciência antes de abandonar o uso de máscaras e a quarentena. Após tomar as duas doses da vacina, ainda é necessário esperar pelo menos 15 dias para que ela atinja a eficácia esperada. E, para voltar à normalidade, boa parte da população precisa já ter sido imunizada. Isso porque o mecanismo de funcionamento de uma vacina consiste na introdução de uma partícula chamada de antígeno, que produz uma resposta imunológica no corpo. O antígeno faz com que o corpo seja capaz de reconhecer o vírus e produzir anticorpos. Caso o corpo entre em contato com o vírus no futuro, já terá a memória para combatê-lo e conseguirá enfrentá-lo de maneira eficiente. Por isso, ao tomar as duas doses da vacina, você só estará protegido depois de algumas semanas. A orientação é que as pessoas vacinadas mantenham as medidas de proteção até que a maior parte da população esteja vacinada, o que deve demorar algum tempo. Só então será possível atingir a chamada “imunidade de rebanho”. Enquanto isso, nossos melhores amigos continuam sendo a máscara e o álcool em gel. Registrou o momento da vacina? Faça como nossos leitores e nos mande uma foto deste momento histórico. Nosso WhatsApp é (015)9.9614-6935.

Presença: #VacinaSim Rita Neves tomou sua primeira dose. Crédito da foto: Divulgação