Presença

Dos videogames para as quadras de tênis do mundo

Tudo começou aos 8 anos de idade, por intermédio de um jogo virtual de tênis com uma amiga
Presença: Dos videogames para as quadras de tênis do mundo
Alice é ótima aluna e vive rodeada de amigas quando não está nas quadras. Crédito da foto: Divulgação

Quem olha a pequena menina Alice Ghiraldi não imagina que essa sorocabana que irá completar 11 anos no próximo domingo, dia 3, já é uma verdadeira atleta profissional.

Tudo começou aos 8 anos de idade, por intermédio de um jogo virtual de tênis com uma amiga. Aos poucos, Alice foi ganhando gosto pelo esporte e decidiu fazer sua primeira aula de tênis. Desde aquele dia a modalidade entrou na sua vida e para muitos especialistas ela é vista como uma das promessas brasileiras no esporte.

Em dois anos, Alice já acumula mais de 30 títulos, entre eles o de Campeã Brasileira de Tênis e Bicampeã da Copa das Confederações. A estudante do 6º ano do ensino fundamental está na lista das cinco melhores tenistas do Brasil em sua categoria.

No próximo ano, Alice estará estreando em uma nova categoria e seu foco será a disputa Júnior Orange Bowl, em Miami, nos Estados Unidos, que é tido como o torneio onde as revelações mundiais são lançadas.

Presença – Como você começou a se interessar pelo tênis?
Alice Ghiraldi – Comecei a jogar tênis no videogame kinect, no qual o jogador se movimentava conforme eu me mexia.

Leia mais  2021 chegou!

P – Como foi a sua primeira aula em uma quadra de verdade?
A.G. – Foi bem diferente do videogame que eu jogava tênis, muito mais divertido.

P – Qual foi seu primeiro título? O que sentiu ao ganhá-lo?
A.G. – O 1º título foi a Copa São Paulo em 2018, quando eu tinha 8 anos, no Clube Pinheiros. Fiquei muito feliz porque sou muito competitiva.

P – Você é campeã brasileira e bicampeã da Copa das Confederações. Como é para uma menina da sua idade já ser tão importante assim no esporte?
A.G. – Meu objetivo é ser número 1 do mundo do tênis feminino. Isso demonstra que estou no caminho certo, treinando forte com muita determinação.

P – Em quais tenistas você se inspira?
A.G. – Novak Djokovic, que é o atual número 1 do ranking mundial. Ele é um dos melhores tenistas da história.

Leia mais  Tereco, uma vida de família e devoção

P – Em 2024 você deseja estar nos Jogos Olímpicos?
A.G. – Com certeza, já vou estar jogando profissional.

P – Como tem sido sua rotina de treinamento durante este período em que estamos todos em casa?
A.G. – Reduzida, mas “dando um jeitinho”, sempre respeitando o isolamento social.

P – Como você organiza seu tempo entre estudar, brincar e treinar?
A.G. – Sou muito disciplinada, meu pai é meu coach e minha mãe ajuda com o restante da rotina, organizando horários. Antes da quarentena, no período da manhã estudo, a tarde/noite treino e aos finais de semana tenho mais tempo para brincar.

P – Você deseja fazer uma faculdade?
A.G. – Penso no meu futuro como profissional do tênis, mas em segundo plano escolho cursar Direito para seguir a carreira do meu pai.

Leia mais  #TBT: Fotos de 1954 mostram Sorocaba com 93.928 habitantes

P – Qual dica você dá para quem quer iniciar no tênis?
A.G. – Primeira coisa: o tênis não tem idade! É muito divertido, como se fosse um jogo de xadrez com o corpo.

P – Qual atleta você deseja conhecer?
A.G. – Djokovic, sem duvida é meu ídolo e a pessoa no qual me espelho, quero muito um dia poder dar um abraço e tirar uma foto com ele.

P – Como você se imagina daqui 10 anos?
A.G. – Já ter ganhado no mínimo um Grand Slan, ter já sido a número 1 um do mundo, ser um grande nome no esporte e poder levar o nome da minha cidade e do meu Brasil a todo mundo.

P – Deixe uma mensagem para Sorocaba?
A.G. – Fique em casa, mas se exercite. Acredite no seu sonho, nunca desista. O esporte é muito importante no desenvolvimento de uma pessoa. Torçam por mim que vou trazer muito orgulho para o povo sorocabano!

Comentários