Editorial

Obras para todos os lados

Há um grande risco nessa sanha de entregar obras o quanto antes com o objetivo de ter resultados positivos nas eleições

As obras do BRT de Sorocaba começaram no final do mês de setembro de 2018 depois de anos de negociações para o financiamento do novo sistema de transporte coletivo iniciadas na administração anterior. Com um investimento de peso — R$ 384 milhões — as obras começaram pelo corredor Norte, mais especificamente pela avenida Itavuvu, uma das vias de maior movimento da cidade na atualidade e que é o eixo da região que mais cresceu nos últimos anos.

Uma decisão acertada, visto que ao entrar em funcionamento o BRT naquela via deverá melhorar o trânsito e oferecer transporte digno a milhares de pessoas que se deslocam diariamente dos bairros da zona norte para outras regiões da cidade.

Ocorre que as obras que começaram há 16 meses naquele eixo ainda não terminaram e não devem terminar tão cedo. Algumas estações estão em fase final de construção, mas há muito ainda o que fazer, pois no total a avenida terá 12 estações, sendo duas delas de integração de linhas.

As estações naquela avenida são de dois tipos, unidirecionais, ou seja, que atendem em um único sentido, e as bidirecionais, que atenderão passageiros que embarcarão nos dois sentidos da via. Obras complexas e de execução lenta.

Leia mais  Câmara aprova reajuste de 4,31% para servidores municipais de Sorocaba

Como já foi bastante divulgado, em alguns corredores do BRT as estações serão construídas nos canteiros centrais das avenidas e os ônibus circularão em pista exclusiva construída junto a esses canteiros, nos dois sentidos de direção, como é o caso das avenidas Itavuvu, Ipanema, General Carneiro e Armando Pannunzio.

Agora a empresa iniciou o recapeamento e reconstrução do asfalto da Itavuvu, bastante danificado durante a instalação da pista exclusiva de concreto que será utilizada pelos ônibus. Em outros corredores, os chamados corredores estruturais, os embarques e desembarques ocorrerão na pista da direita, como no transporte coletivo convencional, mas existe a necessidade de adaptações e o reforço no piso no trecho junto aos pontos.

Esse tipo de corredor será implantado no Centro, Hermelino Matarazzo, Comendador Oeterer, General Osório e eixos Leste e Sul.

Dias atrás o Consórcio BRT Sorocaba anunciou o início das intervenções na avenida São Paulo, onde serão feitas obras de adequação e a implantação de pontos de ônibus nos dois sentidos da via, começando nas proximidades do Jardim Gonçalves. Serão ao todo 33 pontos padrão BRT, com a implantação de pavimento rígido de concreto no local das paradas e que só deverão estar concluídos no final do ano.

Este ano teremos eleições municipais e é compreensível que a atual administração queira entregar obras importantes para a população. Esse interesse na conclusão do que já foi iniciado certamente se transforma ao longo do ano em pressão sobre as empresas contratadas para que terminem o quanto antes o que foi iniciado e as obras do BRT são as maiores desenvolvidas na cidade nos últimos anos.

Leia mais  Gravidez precoce

Há, entretanto, um grande risco nessa sanha de entregar obras o quanto antes com o objetivo de ter resultados positivos nas eleições. Quando se abrem inúmeras frentes de trabalho ao mesmo tempo, as chances de alguma coisa dar errado aumentam bastante.

Em breve teremos obras avançando em toda a avenida Ipanema, outro eixo importante da zona norte da cidade, onde a concessionária terá que construir outras 12 estações de passageiros.

No corredor Oeste, composto pelas avenidas Armando Pannunzio e General Carneiro, que também contará com faixa exclusiva de circulação junto ao canteiro central, serão mais dez estações. N

o total serão 28 estações preferenciais, quatro estações de integração, três novos terminais e 96 pontos de parada. Hoje temos obras em andamento em praticamente toda a cidade.

Avenidas como Washington Luiz, Comendador Pereira Ignácio entre outras de grande movimento acabaram de receber os tais pavimentos de ponto de parada, que durante várias semanas causaram problemas no trânsito, pois interditam uma das pistas.

Leia mais  Show de futsal abre o 61º Cruzeirão neste domingo (16)

O recapeamento prossegue na Itavuvu, a construção de mais pontos de ônibus na avenida São Paulo e eventualmente outras frentes de obras coincidirão dentro de alguns dias com o fim das férias escolares, quando o trânsito volta a ficar bastante complicado em várias regiões da cidade. Será uma corrida contra o tempo para entregar as obras até o final do ano.

E a atual administração municipal terá de torcer para que os resultados positivos do investimento sejam maiores que as reclamações da população nesse período.

Comentários