Do leitor

Zona Azul

Confira a coluna "Do leitor" desta quinta-feira (9)

É um absurdo o que me aconteceu no dia 2/5/2019, estacionei minha Scooter Honda PCX Placa GGN 4474, na rua Santa Clara defronte ao n° 32, onde fui autuado pelo agente 3076 da URBES, às 15h37, número do auto de infração 308609 44, Art. 280 º 3°. O agente escreveu: “moto estacionada em vaga de Zona Azul, local sinalizado”. A pessoa que olha as motos me disse que poderia sim estacionar. Apenas a roda da frente da Scooter estava 10 cm em cima da faixa azul da sinalização, a de trás não estava, portanto por causa de 10 cm vou ser multado? Pago o IPVA à vista todo ano para usar as ruas, estacionar, e agora essa multa? Peço o cancelamento desse auto de infração de trânsito, pois não é totalmente correto. MAURICIO PICAZO GALHARDO

RESPOSTA: A Urbes — Trânsito e Transportes agradece o leitor Maurício Picazo Galhardo e o jornal Cruzeiro do Sul pela oportunidade em contribuir para que ainda mais pessoas compreendam a necessidade de respeitar a sinalização de trânsito. As vagas de Zona Azul foram organizadas nas regiões com maior presença de veículos. Ao estabelecer um limite máximo de tempo de permanência na vaga, a Urbes ordena o revezamento para o uso das vagas públicas, garantindo rotatividade e oportunidade de estacionamento ao maior número possível de veículos. Quando essa regulamentação é desrespeitada ou qualquer outro veículo invade, mesmo que parcialmente um pequeno espaço delimitado por sinalização para uma vaga de Zona Azul, há uma quebra na organização que busca mais fluidez ao trânsito ao garantir mais facilidade e agilidade para estacionar. A Urbes — Trânsito e Transportes esclarece que tão somente os agentes de trânsito estão autorizados a darem orientações seguras aos motoristas no trânsito. Ressalta que nenhum “flanelinha” tem permissão ou autonomia para regular ou orientar o trânsito em Sorocaba. Sobre o pedido do cancelamento do auto de infração feito por essa carta, a Urbes — Trânsito e Transportes orienta o leitor a ingressar com recurso. URBES — TRÂNSITO E TRANSPORTES

Comentários

CLASSICRUZEIRO