Do leitor

UPH Zona Leste

Confira a coluna "Do leitor" desta quarta-feira (12)

Aproveito este importante meio de comunicação escrita, para parabenizar o padre Flávio Jorge Miguel Júnior, pelo exemplo de boa gestão que ele vem demonstrado através do excelente serviço prestado no atendimento do UPH da Zona Leste, localizado no final da av. Nogueira Padilha, em Sorocaba.

Saliento que desde que a Santa Casa assumiu a administração daquela unidade de Pronto Atendimento, os serviços ali prestados melhoraram significativamente. Importante registrar aqui, que dia 30/5, por volta das 19h20, minha mãe, com 92 anos de idade, portadora do Mal de Alkzaimer, em fase avançada, passou mal e foi prontamente atendida por um dos médicos plantonistas de lá. Chegamos no P.A. por volta das 19h40, e, já por volta das 20h55 ela estava medicada e de alta. A quantidade de pacientes que se encontravam ali para serem atendidos era bastante grande. Entretanto, em contra-partida, também tinham vários médicos de plantão atendendo a população. Daí, a agilidade no atendimento a todos.

Sendo assim, só me resta agradecer, e, mais uma vez parabenizar o padre Flávio e todos seus colaboradores por mais esta conquista em prol de toda população de Sorocaba.
Muito obrigado!
SÉRGIO DE ALMEIDA

DO FACEBOOK

Projeto para proibir contratação de condenados pela Maria da Penha avança na Câmara

Trabalho no único centro de reeducação de autores de violência doméstica da região e posso dizer que não é retirando o sustento dele (e em consequência dos filhos) que agressão às mulheres será coibida ou sanada.
TATI CAMPOS

Não sei se funciona. Acredito muito mais em colocar esse agressor em algum tipo de trabalho onde o mesmo tenha que cuidar de quem foi vítima e assim ver o tamanho do estrago que causa.
MICHELE DELPHINO DE SOUZA

Gente,assustada com a quantidade de pessoas contrárias a esse projeto. Algo que pune um responsável por violência doméstica, fazendo que o mesmo pense duas vezes antes de cometê-la e o povo indignado com a ideia. Tempos obscuros esses que estamos vivendo.
ANDRESKA RUBIA

Isso vai se espalhar para todos os concursos públicos. E irão tentar incluir as empresas privadas também. Basta uma falsa acusação e o indivíduo estará arruinado para o resto da vida.
RODRIGO GUEDES COELHO

Comentários