Do leitor

Perturbação do sossego

Iraci Silva Moreira escreveu sobre a perturbação do sossego nesta coluna, informou que contatou a Prefeitura e a Polícia Militar, mas que não houve efetivamente a solução do problema. A resposta da Prefeitura foi: “A Prefeitura de Sorocaba não enviou resposta”; a resposta da Policia Militar foi longa e disse, em resumo, que a PM apoia a fiscalização municipal quando solicitada e sugere que os moradores formalizem denúncia junto à Policia Civil.
Na madrugada de 17 para 18 de novembro, desde a 1h até 3h, um bando de desocupados fez verdadeiro “pancadão” no Parque Municipal Romeu Pires Osório, com som de carro no máximo volume, palavrões, gritaria, bebida e muito provavelmente outras drogas. Deixaram no parque garrafas, algumas quebradas, copos, restos de embalagens. Liguei para a PM no 190 e para GCM no 3212-9400. Até o momento em que os bagunceiros encerraram a “função”, não apareceu polícia nenhuma. Imagino que a Prefeitura e as polícias estão ocupadas cuidando dos políticos em campanha, talvez por isso não podem atender o cidadão pagador de impostos.
TELMO PEREIRA CARDOSO

Leia mais  Perturbação do sossego

RESPOSTA: O 7º BPM/I desenvolve operações visando evitar a ocorrência de crimes e de eventos que geram perturbação ao sossego, tais como, pancadões e bailes funk. A Polícia Militar solicita que a comunidade continue denunciando através do telefone emergencial 190 ocorrências de pancadão para que possamos coibir eventos futuros.
Referente à solicitação de aglomerações na madrugada de 17 para 18 de novembro, entre o período da 1h e 3h, no Parque Municipal Romeu Pires Osório, houve solicitação de Perturbação de Sossego através do telefone emergencial 190, a viatura da Polícia Militar compareceu na praça, e quando lá chegou às 3h, as pessoas que causavam a perturbação já haviam deixado o local. Reiteramos que, a missão principal da Polícia Militar é preservar vidas, dessa forma, toda ação deve ser planejada tendo esta premissa em mente.
POLÍCIA MILITAR – SEÇÃO DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DO 7º BPM/I

Comentários