Do leitor

Partilhar

"A caridade é o único tesouro que aumenta ao dividi-lo" - José Mello
Crédito da foto: João Gomes / Comus

Muitos séculos atrás, um menino doou cinco pães e dois peixes — tudo o que tinha. Este gesto ficou eternizado para sempre. Um gesto de pura doação.

A caridade é o único tesouro que aumenta ao dividi-lo. Hoje, temos várias formas de doação. Temos a doação material, a corporal e a espiritual. E nas três formas, o ato de partilhar não é doar o que sobra e, sim, dar de si para fazer o outro feliz.

Esse deve ser o ato mais humanitário que podemos fazer — e poderemos fazer a qualquer momento. Podemos compartilhar nossa visão a um deficiente, podemos estender um braço para ajudar alguém a se levantar, podemos dedicar nossos ouvidos para escutar, aconselhar alguém que chegou em uma encruzilhada da vida e também dar esperança para quem está no fundo do poço.

Leia mais  Do Facebook

Portanto, todos têm o que doar. Tudo depende do tamanho do tesouro da caridade que cada um tem em seu coração.

A qualquer hora e a qualquer tempo, teremos tempo para compartilhar alguma coisa, algum gesto ou alguma experiência. Basta somente ter espírito cristão, tal como o menino que doou cinco pães e dois peixes.

No tempo de primavera, compartilhemos a alegria; no tempo de inverno, compartilhemos o calor da caridade.

JOSÉ MELLO

Comentários
Assuntos