Artigos

Sorocaba investe mais em saneamento e eleva qualidade de vida

Em 14 meses vamos beber água do rio Sorocaba, tratada na ETA Vitória Régia, com excelente qualidade

Essencial à saúde e à qualidade de vida, o saneamento básico ofertado aos sorocabanos alcançou a 22ª posição entre as maiores cidades do país, pelo ranking do Instituto Trata Brasil. Abastecemos com água de extrema qualidade os 700 mil habitantes de nossa cidade. Tratamos 96,5% de todo o esgoto doméstico antes de devolver à natureza. O nosso futuro a curto prazo é ainda mais promissor.

Em menos de dois anos, o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Sorocaba (Saae) vai ofertar maior volume de água para toda a cidade. Água com qualidade semelhante ou superior à atual, cujo grau de satisfação já estimula consumidores a beberem direto da torneira, conforme declarou quase a metade dos consultados em pesquisa realizada neste ano.

Na área do esgoto, estamos elevando a capacidade da maior das estações, a Sorocaba 1, para tratar com eficiência o esgoto doméstico estimado para ser gerado na década de 2030. Em outra ação, o programa 100% Esgoto Tratado, vamos alcançando as regiões de difícil acesso com a nossa rede coletora, para fazer todo o efluente doméstico da cidade chegar para o tratamento, nas estações já instaladas.

O sorocabano já paga uma das menores tarifas mínimas de água e esgoto de todo o Estado e aos mais pobres ofertamos valores ainda inferiores. Pela Tarifa Social os preços são até três vezes mais baratos em relação à tarifa convencional. Em outro programa, o Caixa D’Água Social, estamos distribuindo reservatórios gratuitamente para serem instalados nas residências das famílias com menos recursos. Esse benefício é um dos itens do programa de governo do prefeito José Crespo.

O nosso trabalho é ininterrupto. Nas 24 horas de qualquer dia, inclusive finais de semana e feriados, o Saae tem equipes para atender emergências. Os cidadãos podem nos acionar com ligação gratuita.

Estamos desenvolvendo ação que vai recuperar a vegetação no entorno de mananciais, devolvendo a capacidade natural de produção hídrica às regiões de nascentes. Somos privilegiados, tivemos água nos períodos de crises hídricas que desabasteceram cidades Brasil afora. A represa de Itupararanga garante o recurso básico para a vida e o Saae cumpre a missão de captar, tratar e distribuir.

Há duas décadas o Saae iniciou o trabalho que despoluiu o rio Sorocaba. Daqui 14 meses vamos beber do rio que era sujo há 18 anos. A estação com tecnologia avançada, para tratar com ozônio a água captada do rio Sorocaba, está prevista para funcionar em fevereiro de 2020.

A ETA Vitória Régia foi projetada para tratar 1,5 mil litros de água por segundo quando alcançar a sua capacidade máxima. Isso corresponde a 60% da soma de toda a água produzida pelas duas ETAs da cidade, a Cerrado e a Éden. Em 2018 entregamos a ampliação da ETA Éden e elevamos a capacidade de tratamento de 190 litros por segundo para 300 litros por segundo.

Ao atender o convite do prefeito José Crespo, voltei à terra natal em janeiro do ano passado, para assumir a direção geral do Saae. Aceitei aplicar na gestão pública o conhecimento adquirido na liderança de empresas privadas do setor petrolífero. Buscamos para o Saae a administração altruísta e eficiente do setor privado, mas empenhados em promover garantias sociais para democratizar o acesso pleno ao saneamento para todos, independente de suas condições financeiras.

Em 2019 temos a previsão para investir R$ 328 milhões em novas obras e manutenções de serviços. Graças à capacidade técnica de nossos profissionais, conquistamos recursos financeiros de programas dos governos federal e estadual.

Ronald Pereira da Silva é diretor-geral do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Sorocaba (Saae)

Comentários