Artigos

Sem assinatura

A razão se engalfinha com a emoção

Neusa Gatto

Algum lugar, em alguma data.

Talvez você estranhe essa carta. Não sou muito de falar. Uma timidez, quem sabe, até genética. Não, não ria. É que, quando se trata de sentimento me acuo um pouco. Sempre fui assim. Mas, confesso, até melhorei um pouco. E, como vê, começo até a ter coragem para expressar emoções. Medos e indecisões. Quem não as tem? Me perdoe até pela falta de um tom mais amoroso aqui, já que esta parece querer declarar um sentimento.

Algo que você talvez não entenda. Porque eu também custo a entender. O amor é traiçoeiro. Tem muitas facetas. Como dizem, amor não se define. Sente-se. E, cada um do seu jeito. É assim a vida. E, então, palavras quase são desnecessárias. Não, não entenda a exiguidade de afeto nas letras como sinônimo de sentimento menor.

E, então, talvez, neste momento, lendo esta carta, pare pra pensar. Olhe pra cima e saiba ou, talvez, imagine quem escreve. A curiosidade, talvez, impulsione a continuação da leitura e, então, esta carta começa a cumprir seu objetivo. Não, não pretendo invadir a sua ou a minha privacidades ao me referir ao que tivemos num canto qualquer do passado. Confesso, envolvimentos emocionais me atrapalham. Não sei lidar muito com isso.

E quando o coração estremece? A razão se engalfinha com a emoção. Vejo a briga de contrários sem vencedores. Não tenho como definir. Nem quero. Prefiro assim. Nada de incertezas e sofrimentos. Vivo o que sinto agora. Talvez estranhe não explicitar o meu sentimento. Mas, você me conhece, sabe que sou assim mesmo. Não é necessário. Sabemos o que sentimos. A distância nos separa e ao mesmo nos conecta às nossas emoções.

Intuo o que falo. Sei apenas o que sei. Você é feliz. Sou feliz. E, assim, seguimos. Somos. Sou.

Agora, me aquieto, como sempre. Não espero resposta ou sentimentos mútuos. Da janela vejo o céu sem estrelas. Ao fundo, o som de Amy Winehouse em “Love is a loosing game”. Sem assinatura.

*Neusa Gatto é jornalista, produtora de vídeos e escreve para o cruzeiro do Sul.

Comentários

CLASSICRUZEIRO