Artigos

Qual a importância da educação ambiental para a formação do engenheiro?

Durante a fase de implantação de um empreendimento, há a necessidade da abordagem temática

Gabriella Eduarda dos Santos com Maria Lúcia Pereira Antunes e Eduardo Sannomiya Sakamoto

A educação ambiental é um conjunto de práticas pedagógicas e sociais que busca em suas ações a harmonia dos seres com o meio ambiente. Muitas vezes ela assume uma função transformadora causando uma reflexão permanente sobre o destino do homem e leva consigo o grande desafio de colaborar para transformar o desenvolvimento em algo sustentável.

No Brasil, há uma exigência legal partindo da Lei n° 9.795/1999 que diz sobre a inserção da educação ambiental em todos os níveis de ensino. Porém, de modo geral, poucas atividades educativas são observadas nos diferentes níveis de ensino.

Mas seria então a educação ambiental menos importante?

Na atualidade, o Brasil vem sofrendo com diversos crimes ambientais, dentre eles, o desmatamento em massa da Amazônia, rompimentos de barragens de rejeitos, vazamentos de petróleo que atinge praias, entre outros. Isso mostra a importância do entendimento da educação ambiental, visto que no cotidiano brasileiro estamos sendo bombardeados por notícias com desastres ambientais como os relatados. Desastres esses que poderiam ser entendidos e discutidos com maior facilidade pela sociedade, uma vez que a lacuna da educação ambiental fosse preenchida.

Leia mais  Liberdade e passividade

Nos cursos de nível superior, e em especial nas engenharias, que possui uma grade curricular mais ligada às tecnologias, a dimensão da educação ambiental não chega a ser apresentada e nem discutida.

A Unesp de Sorocaba, presente na cidade desde 2003, oferece cursos de graduação em engenharia, e uma preocupação constante em seu currículo é que a dimensão da educação ambiental esteja presente na formação de seus engenheiros. Isso se dá, entre outras formas, através de projetos de extensão, desenvolvidos pelos alunos durante sua formação, em instituições da cidade de Sorocaba e no entorno. Desta forma, o aluno de engenharia aprende a linguagem de se comunicar com a comunidade, buscando identificar os problemas e dar soluções tecnológicas com um olhar mais socioambiental.

Nota-se, em especial na formação dos engenheiros ambientais da Unesp, diversos efeitos positivos, devido ao seu engajamento com educação ambiental. Os engenheiros que tiveram contato com a educação ambiental carregam em sua bagagem de formação uma preocupação em resolver problemas socioambientais.

Essa bagagem pode inclusive facilitar a aprovação em processos seletivos de empresas, uma vez que algumas delas atualmente valorizam o envolvimento de seus funcionários com a comunidade e com o meio ambiente. É o caso, por exemplo, de grandes projetos civis que tendem a causar muitos impactos ambientais, como a construção de uma usina hidrelétrica.

Leia mais  Os impactos da Covid-19 para o coração

Em casos como esses, os projetos necessitam se basear em normativas estabelecidas pelos órgãos ambientais. E para verificar a viabilidade destes, se faz necessário um processo de licenciamento ambiental contendo diagnóstico socioambiental da região. Durante a fase de implantação de um empreendimento há a necessidade da abordagem temática “educação ambiental” junto às comunidades localizadas nas áreas de influência direta do projeto.

O engenheiro ambiental que teve contato com essa temática a privilegia, pois a conscientização ambiental traz uma perspectiva de totalidade. Este contato permite agregar em sua dinamização, usufruindo das diferentes áreas do saber.

Sabemos que a educação ambiental por si só não resolverá os complexos problemas ambientais. No entanto, ela pode atuar decisivamente quando forma cidadãos conscientes de seus direitos e deveres. A educação junto às engenharias pode ser ainda mais efetiva atendendo a sociedade, o ambiente, a ciência e a tecnologia.

Gabriella Eduarda Santos é graduanda em Engenharia Ambiental pela Unesp-Sorocaba ([email protected]). Maria Lúcia Pereira Antunes é professora da Unesp-Sorocaba ([email protected]). Eduardo Sannomiya Sakamoto é Engenheiro Ambiental pela Unesp-Sorocaba e trabalha na empresa Alupar Investimento S.A. ([email protected]).

Comentários