Artigos Guia Saúde

Os dez mandamentos do coração saudável

São 10 recomendações básicas para manter seu coração sempre saudável. Não é nada que você já não ouviu falar ou sabe, mas é sempre bom recordar

Mário Cândido de Oliveira Gomes

Assim como Moisés recebeu as Tábuas da Lei no Monte Sinai, contendo os 10 mandamentos que orientavam a conduta do homem e sua relação com Deus, você também deve conhecer as 10 recomendações básicas para manter seu coração sempre saudável. Não é nada que você já não ouvir falar ou sabe, mas é sempre bom recordar.

Os 10 mandamentos são:

1 – Dizer não à obesidade através do controle de peso, que pode ser feito combatendo a vida sedentária e a extravagância alimentar; assim, um programa de exercícios físicos bem orientados e uma dieta preparada por nutricionista vão permitir a redução do peso e uma qualidade de vida melhor. A obesidade predispõe ao diabetes, artroses, derrames cerebrais e alguns tipos de câncer.

2 – Escolher bem os alimentos, pois a dieta deve ser equilibrada e conter de 10% a 20% de proteínas (de preferência carnes brancas e laticínios light), de 20% a 30% de gorduras (geralmente não saturadas) e 60% de carboidratos, além de frutas, legumes e cereais (ricos em fibras), que permitem um bom funcionamento do organismo.

Leia mais  Alcione é internada e passa por cirurgia no coração

 

3 – Afastar o sedentarismo, pois a prática regular de esportes (caminhada, musculação, ginástica, etc.) faz verdadeiros milagres, sendo que os exercícios físicos liberam a serotonina, que promove o bem-estar físico e mental.

4 – Evitar o fumo; com efeito, a queima do tabaco elimina dezenas de substâncias (4 mil), sendo 40 delas prejudiciais à saúde, como a nicotina, monóxido de carbono, etc, que são responsáveis pelo câncer em diversas partes do corpo, infarto do coração e derrames cerebrais. Além disso, ‘a fumaça que sai da ponta do cigarro contém mais concentração de substâncias tóxicas do que a fumaça filtrada pelo cigarro e inalada pelo fumante‘.

5 – Verificar o sal na dieta; assim, antes de consumir qualquer alimento, observar a quantidade de sal, eliminando os produtos com índice de cloreto de sódio elevado. O sal em excesso (acima de 2 gramas/dia) provoca o aumento da pressão arterial, além da retenção de água.

6 – Afastar o estresse, pois a tensão emocional é um dos principais venenos para o coração, cérebro, etc, em virtude da maior produção de substâncias como a adrenalina, a cortisona, etc, que são responsáveis pela agressão à parede das artérias, levando ao infarto, derrames, etc. Após um dia desgastante de trabalho é preciso relaxar, mantendo uma atitude positiva diante da vida.

7 – Verificar a existência de diabetes (açúcar no sangue acima de 126 mg/dl) ou aumento de colesterol total (acima de 200mg/dl) e suas frações (HDL e LDL); o diabetes melitos (tipos 1 e 2) e o colesterol alto provocam degeneração progressiva dos vasos, com aparecimento de aterosclerose, que é responsável por obstruções (isquemias) e sangramentos (derrames). São exemplos de gordura saturada (mau colesterol): manteiga, gorduras de carne (boi e porco), óleos, embutidos e laticínios em geral.

8 – Conhecer a pressão arterial através de medidas frequentes, pois a pressão alta é considerada uma doença silenciosa, isto é, geralmente não apresenta sintomas. Assim, deixar de fumar, comer com pouco sal, praticar exercícios e evitar tensões são algumas dicas para a prevenção e controle da hipertensão.

9 – Fazer exames periódicos com seu médico; o check-up semestral ou anual permite a descoberta de enfermidade silenciosas ou no início, evitando internações hospitalares e complicações. Lembrar sempre que prevenir é melhor do que remediar e, finalmente,

10 – Ter alegria de viver, pois a vida não pode ser desperdiçada com limitações por doenças ou questões menores, como inimizades, atos de ciúme, vaidades tolas, ambição desmedida, baixo astral, enfim, tudo que é negativo para o ser humano. A vida deve ser vivida com amor, desprendimento, confiança e saúde. Para ter uma vida longa e melhor cuide de seu coração, pois as doenças cardíacas são uma das principais causas de morte. Aliás, o coração é um órgão maravilhoso, que trabalha 90 mil vezes ao longo do dia, mas, como qualquer máquina, precisa de revisão e cuidado.

Artigo extraído do livro Doenças – Conhecer para prevenir (Ottoni Editora), de autoria do médico Mário Cândido de Oliveira Gomes, falecido aos 77 anos, no dia 6 de junho de 2013.

Comentários

CLASSICRUZEIRO