Artigos

Campanha da Fraternidade na Arquidiocese de Sorocaba

Artigo escrito por Dom Julio Endi Akamine, arcebispo metropolitano da Arquidiocese de Sorocaba

Dom Julio Endi Akamine

Gostaria de assegurar os fiéis da Arquidiocese de Sorocaba quanto a realização da Campanha da Fraternidade de 2021. A Campanha da Fraternidade de 2021 será realizada em todas as paróquias e comunidades de nossa Arquidiocese. Nesse sentido, é necessário dar alguns esclarecimentos importantes.

A Arquidiocese de Sorocaba realiza diretamente a Campanha da Fraternidade. Responsável e protagonista da realização da CF são os párocos, os diáconos permanentes em suas respectivas paróquias e pastorais, os consagrados e consagradas, as nossas famílias, os casais, os catequistas, os agentes pastorais de nossas comunidades e, como primeiro responsável, o arcebispo. A direção e a orientação da Campanha da Fraternidade em nossa Arquidiocese são dadas, portanto, por nós mesmos. Nós somos os protagonistas, cada qual com a sua responsabilidade e participação! Assim a Campanha da Fraternidade será o que nós, em colaboração e em comunhão, realizarmos concretamente nesta quaresma. Não é, e não será o que algumas pessoas afirmam: propaganda político-partidária, disseminação de ideologia contrária a fé cristã.

Mesmo que haja uma instância nacional que proponha e coordene a Campanha da Fraternidade de cada ano, a Arquidiocese de Sorocaba nunca, ao longo de mais de cinquenta anos, terceirizou a realização dela para grupos ou pessoas alheias à nossa Igreja Particular. Mesmo que o material seja preparado por uma coordenação nacional, não é ela que constitui a Campanha da Fraternidade em nossa Arquidiocese. Somos nós mesmos: arcebispo, padres, diáconos, consagrados e fiéis leigos da Arquidiocese que realizamos a Campanha da Fraternidade! O material que subsidia a realização da CF não é seguido cegamente como se fosse um roteiro pré-fixado. Temos a liberdade e a necessidade de adaptá-lo, completá-lo e, se necessário, corrigi-lo tendo em vista o bem espiritual de nossos fiéis.

Nesse sentido, é compromisso da Arquidiocese zelar pela salvação dos fiéis, como tem sido em todos os anos que a Campanha da Fraternidade foi realizada com frutos bons e abundantes para a ação evangelizadora nesta porção do Povo de Deus.

Leia mais  ‘The Last of Us’ e o novo normal: ficção ou realidade?

Repudiamos veemente a acusação e a suspeita de que apoiamos ou disseminamos, pela Campanha da Fraternidade, doutrinas que não estejam de acordo com a Fé da Igreja, expressa pelo Magistério dos Papas e dos Bispos, dos Concílios e do Catecismo da Igreja Católica. Há mais de cinquenta anos, realizamos a Campanha da Fraternidade e todos podem constatar, à luz dessa longa história, que a Igreja de Sorocaba nunca se distanciou nem deseja distanciar os fiéis da fé católica.

Deploramos as insinuações de que deixaremos de fazer o que tem sido sempre a nossa missão: evangelizar com renovado ardor apostólico, partilhando com todos a alegria do encontro pessoal com Jesus Cristo.

Os temas da Campanha da Fraternidade são sempre de grande atualidade e importância para a vivência concreta do Evangelho. Neste ano, o tema é “Fraternidade e diálogo: compromisso de amor”. Trata-se de um tema e de uma prática desafiadores, exigentes e cada vez mais necessários no mundo que dá sinais de regressão para a violência, a polarização política, a imposição ideológica de esquerda e de direita.

Nesse sentido, a realização da Campanha da Fraternidade em nossa Arquidiocese seguirá o mesmo caminho de comunhão e de ortodoxia, de compromisso social e de fidelidade ao Evangelho destes mais de 50 anos em que ela foi realizada entre nós.

Leia mais  Campanha da Fraternidade e Ecumenismo

Rezamos pelos que nos acusam injustamente. Exortamos estas pessoas à conversão a Jesus Cristo junto conosco. Convidamos os que disseminam suspeitas em relação a nós a buscarem a conversão junto conosco.

Sim. Somos os primeiros a reconhecer que precisamos nos converter, e suplicamos que os difamadores se juntem a nós nesta quaresma para suplicar a Deus o perdão dos pecados e a renovação da graça batismal. Rezamos para que Deus ilumine os nossos acusadores e também nos ilumine para que possamos por em prática o Evangelho de Cristo especialmente nas relações sociais.

Com a realização da Campanha da Fraternidade 2021, queremos contagiar com o Evangelho o mundo da política, da educação, da economia, das relações internacionais. Essa é uma tarefa que não podemos realizar sozinhos. Não é um desafio que possa ser enfrentado com uma ação de formiguinha. Ela requer a formação da consciência e a ação colaborativa de toda a Arquidiocese e da Igreja Católica no Brasil. E é exatamente a Campanha da Fraternidade o modo concreto de fazer frente a esse enorme desafio do Evangelho de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Por fim, convidamos todos os cristãos a se juntarem a nós na busca do diálogo, que não é sinônimo de irenismo nem de relativismo. Que possamos dialogar mais e deixar de nos condenar mutuamente.

Leia mais  A Itália de Draghi e as expectativas na União Europeia

Dom Julio Endi Akamine é arcebispo metropolitano da Arquidiocese de Sorocaba.

Comentários