Motor

Renault Duster 2021 mostra sua cara

O SUV foi lançado no início da pandemia e só agora começa a deslanchar nas vendas
Renault Duster 2021 mostra sua cara
O design do novo Duster foi atualizado e com isso o modelo ficou com um aspecto mais agressivo e robusto. Crédito da foto: Adalberto Vieira

O Renault Duster 2021 pode-se dizer que foi lançado no mercado brasileiro em um momento não muito propício. Foi apresentado aos jornalistas brasileiros em Foz do Iguaçu em evento realizado no início de março, junto com a chegada e rápido crescimento da pandemia do novo coronavírus no Brasil. Além das matérias de lançamento divulgadas pelos veículos de comunicação presentes — inclusive o Cruzeiro do Sul — os testes de avaliação que normalmente seguem ao lançamento, praticamente só estão ocorrendo agora, após vários meses de distanciamento social, quando praticamente todas as montadoras fecharam. Contribuiu também o fato das concessionárias terem permanecido fechadas durante todos esses meses.

O design externo do utilitário teve várias alterações e deixaram o modelo com um aspecto mais robusto. Os ângulos do capô e do para-brisa foram alterados e houve aumento na linha da cintura, o que diminuiu a área envidraçada. Os faróis ganharam uma assinatura luminosa característica da gama Renault com luzes diurnas de LED em formato de “C”. Na parte frontal se destaca também o novo para-choque. Na lateral também chamam atenção as novas rodas e novas portas.

As novidades na parte traseira são: tampa do porta-malas, para-choque e lanternas de LED, que reforçam seu design icônico. A Renault adotou uma lanterna traseira quadrada, uma solução muito parecida com a do Jeep Renagade. Já na parte superior do veículo, novas barras de teto complementam o visual robusto.

Motorização única

Renault Duster 2021 mostra sua cara
A linha de cintura do utilitário ficou mais alta. Crédito da foto: Adalberto Vieira

Embora não tenha nenhuma versão com tração 4X4, o Duster 2021 melhorou seu ângulo de entrada (30º) e de saída (34º,5’) que associados à maior altura em relação ao solo (237 mm) ajuda a encarar estradas de terra e trilhas leves que não necessitem de tração auxiliar. Melhorou também a rigidez torcional em comparação ao modelo anterior. O Duster tem ainda o maior porta-malas entre os SUVs da sua categoria, com capacidade para transportar 475 litros de bagagem, além de amplo espaço interno.

No interior, uma verdadeira revolução, com mais qualidade percebida e melhor ergonomia. Entre as novidades estão o painel de instrumentos mais moderno e funcional, a central multimídia Easy Link de 8’’, os bancos com novas espumas e novo revestimento, o sistema de ar-condicionado e uma série de materiais que compõem o design do veículo.

O painel foi completamente redesenhado, apresentando um novo console central, com novas saídas de ar, painel de instrumentos e a nova central multimídia Easy Link com uma tela de 8’’, mais moderna e conectada. O novo sistema de ar-condicionado digital, com anéis cromados, também oferece mais conforto aos passageiros, com oito velocidades e 19 opções de temperatura entre 17,5°C e 26,5°C. O mesmo acontece com os painéis das portas com apoio de braço revestido em tecido, novos puxadores e iluminação interna. Na versão manual, a alavanca do câmbio também é completamente nova. Internamente o acabamento melhorou muito. O painel é novo e bem desenhado e os materiais são de boa qualidade.

Renault Duster 2021 mostra sua cara
Na traseira, a nova lanterna com desenho quadrado. Crédito da foto: Adalberto Vieira

O Duster tem agora um único motor flex, o conhecido 1.6 SCe da marca, com tecnologia Start & Stop, que rende a potência máxima de 120 cv e torque de 16,2 kgfm. O propulsor traz duplo comando de válvulas variável na admissão, injetores posicionados no cabeçote que garantem alta eficiência e bom desempenho desde as baixas rotações. O SUV pode ter câmbio manual ou automático CVT X-Tronic, que dá a opção de reproduzir seis marchas virtualmente. As versões com motor 2.0 e tração 4X4 foram descontinuadas. O carro, com esse conjunto, tem comportamento correto, mas está longe de um desempenho um pouco mais esportivo.

O Novo Duster chega em quatro versões: Zen (começa com R$ 78.990 com opção de câmbio manual), Intense CVT X-Tronic (a partir de R$ 95.290) e Iconic CVT X-Tronic (a partir de R$ 99.290). (Adalberto Vieira – com informações do fabricante)

Comentários