Motor

Novo Mercedes Classe A lidera segmento de hatchs premium

Com quatro meses de vendas, o novo modelo já lidera o segmento premium de hatch compactos
Novo Mercedes Classe A lidera segmento de hatchs premium
Crédito da foto: Divulgação

O novo Classe A, lançado pela Mercedes-Benz no último Salão do Automóvel de São Paulo, já figura o ranking dos três veículos mais vendidos pela marca alemã no Brasil no primeiro trimestre de 2019. Com apenas quatro meses de vendas no País, o modelo já lidera o mercado de hatch compactos do segmento premium com 267 unidades comercializadas neste período, representando 71% de participação neste mercado.

O Classe A, que está em sua quarta geração e completa 20 anos de Brasil no próximo dia 23 deste mês, traz inovações principalmente no seu sistema multimídia. Além do inovador Mercedes-Benz User Experience (MBUX), ele traz funções que anteriormente eram vistas apenas nas classes superiores. Seu display completamente independente é apresentado em duas telas touch screen de 10,25 polegadas e seus recursos permitem uma conexão com todos aspectos da rotina e do comportamento do cliente. Essas características presentes no modelo colaboram para o rejuvenescimento do portfólio da montadora.

Novo Mercedes Classe A lidera segmento de hatchs premium
Tela touch screen e comando de voz facilitam a navegação. Crédito da foto: Divulgação

Com significativa participação do modelo recém lançado, a Mercedes-Benz encerrou o primeiro trimestre deste ano com resultados expressivos nas vendas de automóveis no Brasil. Com 2.553 unidades emplacadas, a marca se destaca, mais uma vez, como líder do segmento premium, contando com 37% de participação no mercado.

Os modelos GLA e Classe C Sedan, ambos produzidos na fábrica de Iracemápolis, completam a lista dos três modelos mais vendidos pela marca entre janeiro e março. Juntos, o trio totalizou 1.819 unidades emplacadas, que representa mais de 70% do total de vendas da montadora neste período.

Líder desde o seu lançamento, o Classe C Sedan registrou 873 unidades emplacadas no primeiro trimestre de 2019. Considerado um dos automóveis mais bem-sucedidos da história da Mercedes-Benz, ele atende aos mais distintos públicos e estilos.

Mais uma vez entre os automóveis mais vendidos, o GLA contribuiu expressivamente para a liderança de vendas da Mercedes-Benz no segmento premium. Nos primeiros três meses do ano foram emplacadas 679 unidades do SUV compacto que vem conquistando cada vez mais novos clientes, configurando um público jovem e com estilo de vida dinâmico.

Novo Mercedes Classe A lidera segmento de hatchs premium
Inteligência artificial amplia a interação entre condutor e veículo. Crédito da foto: Divulgação

“É gratificante perceber que, mais uma vez, a nossa marca se consagra como uma referência no segmento premium. Nosso compromisso é de entender exatamente as necessidades do nosso público e, a partir disso, oferecer produtos, serviços e experiências exclusivas que atendam às expectativas individuais dos nossos clientes. Focamos em oferecer um portfólio amplo e que atenda aos mais diversos públicos. Com o Classe A podemos notar que este objetivo tem sido alcançado, mesmo sendo o produto mais jovem do nosso portfólio, ele já figura a lista dos mais vendidos da marca”, afirma Holger Marquardt, managing director Marketing e Vendas Automóveis América Latina e Caribe.

Melhor reputação

Novo Mercedes Classe A lidera segmento de hatchs premium
Mercedes-Benz Classe A é destaque de vendas e contribui para liderança da Mercedes-Benz no primeiro trimestre. Crédito da foto: Divulgação

Juntamente com a liderança de vendas, a marca conquistou mais um importante reconhecimento. O levantamento Reputation Index, divulgado no último mês de março pela consultoria brasileira DOM Strategy Partners, avaliou 22 segmentos, onde elegeu a Mercedes-Benz como a empresa com a melhor reputação no País em 2018, na categoria automóveis.

Há 20 anos surgia o Classe A nacional

No final dos anos 1990 a Mercedes-Benz resolveu fabricar um veículo no Brasil. Para isso montou uma fábrica especialmente para o modelo, em Juiz de fora (MG). O modelo havia sido apresentado no Salão de Genebra de 1997 e era diferente de tudo aquilo que a marca havia produzido até então. Tinha uma proposta de carro compacto e urbano, com carroceria monovolume e apenas 3,57m de comprimento. Trazia ainda tração dianteira e motor transversal.

Novo Mercedes Classe A lidera segmento de hatchs premium
O modelo nacional foi produzido entre 1999 a 2005. Crédito da foto: Adalberto Vieira

O modelo não foi bem em uma apresentação a jornalistas europeus. Na “prova do Alce”, deu vexame, o que obrigou o fabricante a realizar correções e implantar o controle de estabilidade de série em todas as versões.

O Classe A nacional trazia uma parafernália tecnológica inexistente nos modelos nacionais. Eram mais de 20 novas tecnologias, a começar a sua construção em forma de “sandhíche” que deixava os passageiros em posição elevada. O motor era inclinado e em caso de colisão frontal deslizava para baixo.

O carro oferecia inúmeras configurações de assentos e o porta-malas tinha capacidade para 390 litros.

O modelo foi produzido no Brasil entre 1999 e 2005. Passou por um face-lift em 2001. O carro da segunda geração foi lançado em 2004 na Europa e foi produzido até 2012, quando foi lançada a atual geração, um hatchback baseado na nova plataforma compacta da Mercedes.

No Brasil, o classe A foi o primeiro carro fabricado pela marca fora da alemanha. Foram produzidos pouco mais de 63 mil unidades até o encerramento da produção, em 2005. Suas qualidades deixaram saudades e tem admiradores até hoje. (Da Redação, com informações do fabricante)

Comentários