fbpx
Motor

Brasília inaugura sistema de carros elétricos compartilhados

A frota é composta por 16 Renault Twizy que será usada pelo funcionalismo
Brasília inaugura sistema de carros elétricos compartilhados
O VEM DF é um projeto piloto desenvolvido pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Crédito da foto: Divulgação

 

Os carros híbridos e elétricos, apesar das vendas ainda modestíssimas, vieram para ficar. Uma prova disso é o projeto VEM DF (Veículo para Eletromobilidade), lançado na última segunda-feira (7) em cerimônia realizada no Palácio do Buriti, sede do governo do Distrito Federal, em Brasília.

O VEM DF é um projeto piloto desenvolvido pela Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) em parceria com o Parque Tecnológico de Itaipu (PTI) e o Governo do Distrito Federal (GDF). O projeto é pioneiro no uso compartilhado de veículos elétricos para frotas públicas e disponibilizará 16 Renault Twizy em formato de carsharing para uso pelos servidores públicos.

Para o início do projeto, o VEM DF terá uma rota restrita à Esplanada dos Ministérios e sedes dos órgãos da administração do Distrito Federal. Dois carros já estão habilitados para o para fazer o transporte de servidores, e até o final do ano, os demais carros receberão a instalação do software para serem integrados à frota.

O aplicativo escolhido para fazer a gestão do projeto será o Mobi-e, desenvolvido pelo PTI e já utilizado em um programa de compartilhamento de veículos interno da Itaipu, que envolve também o Renault Twizy.

O Mobi-e permite reservar os veículos disponíveis, acompanhar sua localização, monitorar a velocidade, a carga de bateria, as rotas percorridas, além de outras informações. O desbloqueio dos carros ocorre por meio dos cartões dos funcionários cadastrados no sistema.

Para garantir o carregamento dos veículos, serão instalados por todo o Distrito Federal 35 eletropostos fabricados pela WEG. Os eletropostos serão gratuitos e de uso coletivo. A iniciativa visa a incentivar o uso dos veículos elétricos.

Leia mais  Carros elétricos dominam os estandes do Salão de Genebra

 

“O objetivo da ABDI é divulgar soluções e promover o investimento em eletromobilidade, que é um dos alicerces estratégicos das cidades inteligentes”, afirma Igor Calvet, presidente da ABDI.

Projetos semelhantes

Brasília inaugura sistema de carros elétricos compartilhados
O Renault Twizy, totalmente elétrico, leva o motorista e um passageiro na “garupa”. Crédito da foto: Divulgação

 

A Renault tem desenvolvido projetos de mobilidade com carros elétricos ao redor do mundo. Em Madrid, capital da Espanha, o projeto Zity disponibiliza 650 Renault Zoe em formato de compartilhamento, com reserva feita diretamente pelo aplicativo. Na França, nas cidades de Paris e Clichy, o Moov’in Paris disponibiliza 100 Zoe e 20 Twizy para uso compartilhado, com reserva feita também por meio de um aplicativo.

Além dos projetos de compartilhamento de veículos, a Renault também possui projetos de Smart Island, ilhas funcionais, inteligentes e eco-friendly. Em Belle-Ile-En-Mer por exemplo, 18 Zoe e 2 Kangoo Z.E. transitam pela ilha em um serviço de carsharing e aluguel, movidos a energia solar e com sete pontos de recarga espalhados pela ilha.

O projeto também faz a utilização de segunda vida de bateria. A ilha de Porto Santo, em Portugal, é outro exemplo de Smart Island. Por lá, 14 Zoe e 6 Kangoo Z.E. transitam e atuam como armazenadores da energia solar e eólica em parte do dia, impedindo que a energia gerada seja inutilizada ou descartada.

No Brasil, a marca também desenvolve diversos projetos de mobilidade zero emissão. Em Fernando de Noronha, seis veículos 100% elétricos são usados pela administração e circulam pela ilha, sendo 3 Zoe, 2 Twizy e 1 Kangoo Z.E..

Em evento realizado em junho deste ano, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara assinou um decreto válido a partir de 2022, que permite apenas a entrada de novos veículos 100% elétricos em Fernando de Noronha.

Leia mais  Novos carros elétricos alemães viram estrelas do salão de Frankfurt

 

Em Belo Horizonte, a MRV disponibilizou 2 Renault Zoe em formato de carsharing para uso pelos moradores de um condomínio. O mesmo ocorre no Cubo Itaú, em São Paulo, maior hub de fomento ao empreendedorismo da América Latina. Outra solução de Mobilidade Zero Emissão, em São Paulo, é oferecida pela Beep Beep, que disponibiliza 10 Renault Zoe para uso compartilhado, com a reserva realizada diretamente por meio de um aplicativo.

Isenção para elétrico

Brasília inaugura sistema de carros elétricos compartilhados
O Distrito Federal terá 35 eletropostos para abastecer os carros. Crédito da foto: Divulgação

 

O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, aproveitou a cerimônia da apresentação doa 16 Renault Twizy que serão compartilhados pelos servidores para anunciar que prepara um projeto de isenção do pagamento do IPVA para os proprietários de veículos elétricos pelo prazo de cinco anos.

O objetivo, de acordo com o governador, é incentivar o uso de veículos com emissão zero. Ele adiantou que pretende avaliar também a extensão do benefício para veículos híbridos, aqueles que trazem dois tipos de motores, elétricos e à combustão.

Segundo o secretário de Ciência, Tecnologia e Inovação do Distrito Federal, Gilvan Máximo, o VEM DF faz parte da iniciativa do GDF de criar uma cidade inteligente. “A nossa intenção é possibilitar o uso de energia limpa e renovável e economizar com combustível tradicional. Além disso, atrair frotas particulares, locadas ou por uso compartilhados de forma semelhante, seja por ente público ou privado”. (Da Redação)

Comentários