Motor

Bolt é o elétrico mais vendido no 1º semestre

Bolt é o elétrico mais vendido no 1º semestre
O Chevrolet Bolt começou a ser distribuído em fevereiro e até junho foram emplacadas 82 unidades. Crédito da foto: Divulgação

A venda de veículos no Brasil foi seriamente afetada no primeiro semestre por conta da pandemia do novo coronavírus. Se o mercado de modelos convencionais foi prejudicado, com a venda de modelos elétricos e híbridos não foi diferente. Mesmo assim, o segmento emplacou 7,5 mil unidades nos seis primeiros meses do ano, somando-se as vendas dos híbridos, que combinam motor a combustão com um elétrico, e carros puramente elétricos. Entre estes últimos o destaque foi o Chevrolet Bolt EV, que liderou as vendas da categoria em sua estreia como o primeiro modelo da marca equipado com esta tecnologia à venda no país.

O Bolt EV traz um motor elétrico de alto desempenho e conta com uma nova geração de baterias que permite 416 quilômetros de autonomia média a cada recarga completa, quase o dobro da distância que percorrem elétricos de mesmo porte, considerando o padrão EPA. O carro elétrico da Chevrolet começou ser distribuído em fevereiro e, até junho, 82 consumidores já haviam recebido seus carros, isto porque a importação do produto dos Estados Unidos está sendo feita por lotes. Atualmente o Bolt EV é ofertado em 15 cidades, selecionadas com base em estudos de mercado.

Leia mais  Chevrolet lança a Nova S10 2021

Toda a estratégia foi traçada com base na experiência adquirida pela empresa com a venda de elétricos em outros mercados.

O Bolt EV se destaca pelo seu conjunto tecnológico avançado.

Bolt é o elétrico mais vendido no 1º semestre
O carro traz muita tecnologia e zero emissão de poluentes. Crédito da foto: Divulgação

Tem bom desempenho aliado a um baixo custo de rodagem; e traz o conceito de segurança 360 graus com câmeras auxiliares de alta definição. Seu design aproveita ao máximo seu espaço interno e posição elevada de guiar. Traz ainda uma ampla lista de equipamentos de conforto e conveniência.

Seu sistema de propulsão, por ser 100% elétrico, não emite poluentes. Em relação ao desempenho, seu torque é bastante alto, característico dos motores elétricos. Tanto que arrancadas de 0 a 100 km/h podem ser feitas em aproximadamente 7 segundos. O conjunto propulsor entrega 203 cv de potência e 36,7 kgfm de torque em qualquer faixa de rotação. Retomadas também são igualmente vigorosas, elevando a segurança em ultrapassagens. O Bolt traz 10 airbags, assistente de permanência na faixa, alerta de ponto cego, aviso de tráfego traseiro cruzado, alerta de colisão frontal e sistema de frenagem automática com detecção de pedestres para mitigar acidentes.

Outro destaque são as câmeras de alta definição para visão 360 graus, que auxiliam manobras de estacionamento e ficam localizadas nas extremidades do veículo, melhorando a visibilidade. O veículo conta com uma interessante tecnologia que transforma o espelho retrovisor central numa tela que projeta imagens da parte traseira em maior ângulo.

Leia mais  Avanços de segurança e conectividade na S10

O crossover tem 4.165 mm de comprimento por 1.765 mm de largura e 1.595 mm de altura. O entre-eixos é de 2.600 mm, enquanto o peso de 1,6t é distribuído de forma quase simétrica entre os eixos. Soma-se isso ao baixo centro de gravidade, o que contribui para uma boa dirigibilidade e estabilidade do veículo. Como as baterias ficam localizadas sob o assoalho plano e o motor elétrico é bastante compacto, o espaço interno é surpreendente, inclusive o do compartimento de bagagens. Sua capacidade vai de 478 a 1.603 litros (com os bancos traseiros rebatidos), medidas semelhantes ao do Chevrolet Equinox.

Bolt é o elétrico mais vendido no 1º semestre
Com a carga máxima o crossover tem autonomia de 416 quilômetros. Crédito da foto: Divulgação

O Bolt EV pode ser conduzido no modo One Pedal (um pedal). Assim, basta aliviar a pressão do pedal do acelerador para que o veículo reduza instantaneamente a velocidade e inicie a frenagem de forma otimizada a fim de aproveitar a energia dissipada do sistema para incrementar a autonomia.

Leia mais  BMW Série 3 chegou ao mercado há 45 anos

A energia elétrica, além de mais limpa, gera economia para o motorista do Bolt EV. Hoje, o custo estimado por quilômetro rodado do elétrico da Chevrolet é até quatro vezes inferior ao de um modelo flex do mesmo porte e inferior ao de híbridos também. As concessionárias Chevrolet credenciadas para comercializar o Bolt EV estão aptas a oferecer o aparelho de recarga rápida para ser instalado na garagem do cliente. Quatro vezes mais eficiente que a recarga numa tomada 220V convencional, o aparelho de recarga rápida fornece uma quantidade de energia por hora suficiente para que o veículo rode aproximadamente 40 km, média que um motorista comum percorre por dia. Em eletropostos de alta voltagem, bastam 30 minutos de recarga para o carro rodar mais cerca de 160 km. O Bolt EV conta com garantia de três anos para o veículo e de oito anos para as baterias de íon-lítio. (Da Redação, com informações do fabricante)

Comentários