Cultura Mais Cruzeiro

Pista de skate em Itu ganha painel do artista Eduardo Kobra

Autor de obras em 30 países de cinco continentes, ele criou um painel de 75 metros quadrados no espaço esportivo
Eduardo Kobra durante pintura de parede em Itu. Crédito da foto: Fábio Rogério (29/4/2019)

O trabalho do artista Eduardo Kobra precisa ser descrito com adjetivos de grau superlativo. Afinal, ele é o autor do maior mural grafitado do mundo – pintado à margem da rodovia Castelo Branco, na Região Metropolitana de São Paulo. Nada mais adequado para esse muralista nascido na periferia da capital paulista, com obras em 30 países de cinco continentes, deixar a sua marca na “cidade dos exageros”. Em Itu, ele criou um painel de 75 metros quadrados no interior de uma pista de skate – provavelmente, o maior espaço fechado para a prática do esporte da América Latina, com cerca de mil metros quadrados.

Leia mais  Grafite resgata memória do SC Savoia em Votorantim

 

Kobra desembarcou em Itu na semana passada para transformar uma parede comum em obra de arte. Com a ajuda de três auxiliares, deixou a sua marca com os traços e as cores características de seu trabalho.

A pintura de Kobra foi feita em um espaço de 25 metros de largura por 3 metros de altura, no interior do espaço destinado ao skate. Nela, o artista retrata em detalhes os pés de dois skatistas fazendo manobras no chão e no ar. “Esse é um pouco o meu mundo, sou um artista nascido na rua e me identifico com esse tema”, diz.

A obra em Itu não é a primeira de Kobra na região. Em março de 2013, o artista esteve em Sorocaba para pintar a parede de uma padaria situada no bairro Santa Rosália. O trabalho fez parte do projeto “Murais da Memória”, no qual retrata paisagens urbanas do século passado.

Esse trabalho de Kobra em Sorocaba deixou registrado na parede a imagem de uma antiga fábrica de tecidos, a qual deu nome à região. A pintura foi feita nas cores branca e preta.

Com a sua arte urbana, Kobra tem rodado o mundo. Após a passagem por Itu, o muralista deixará a tinta de lado para participar do evento “Economia criativa: desafios para o setor empresarial”. O encontro será realizado nesta quinta-feira (2), às 19h30, no Parque Tecnológico de Sorocaba.

Fora do País, Kobra esteve no fim do ano passado em Nova York para realizar o projeto autoral “Cores pela Liberdade”. Lá, ele pintou uma série de 19 murais — 12 deles em Manhattan. Agora, se prepara para novos desafios em Israel e produzirá uma série de Europa e nos Estados Unidos.

Trabalhos pelo mundo

A arte de Eduardo Kobra é apreciada no ambiente urbano de várias cidades do mundo. Em Lisboa, o artista retratou a imagem do cacique Raoni em um prédio residencial na capital de Portugal. Dentro do projeto “Olhares da paz”, Amsterdã ganhou um painel com o rosto de Anne Frank — a adolescente judia vítima do Holocaustro.

Antes dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, Kobra entregou um painel de 3 mil metros quadrados na parede de um antigo armazém na zona portuária. Para a produção da obra, o artista utilizou 3 mil latas de spray, 700 litros de tinta colorida e 1.800 litros de tinta branca. (Giuliano Bonamim)

Comentários