Cultura Mais Cruzeiro

Orquestra Sinfônica e Madrigal se apresentam na Fundec

“Requiem opus 48”, do compositor francês Gabriel Fauré, será executada sob regência do maestro Eduardo Ostergren
Orquestra e Madrigal se apresentam na Fundec
A Orquestra Sinfônica tem regência do maestro Eduardo Ostergren. Crédito da foto: Divulgação

A Orquestra Sinfônica de Sorocaba faz concerto na quinta-feira (16), às 20h, com participação do Madrigal Uniso, e executará a obra “Requiem opus 48” para solistas, coro e orquestra, do compositor francês Gabriel Fauré, sob regência do maestro Eduardo Ostergren. O concerto ocorre na Sala Fundec e será reapresentado no domingo, às 19h.

Leia mais  Fundec abre dia 13 vagas para cursos de instrumentos musicais

 

O concerto apresentará a peça “Requiem”, escrita entre 1887 e 1890, baseada na Missa dos Mortos da Igreja Católica. A peça é considera a obra mais conhecida de Fauré, mas não se sabe o que teria motivado a composição. Especula-se que tenha relação com a morte de seus pais em um período de apenas dois anos. A única certeza que se tem são as palavras do compositor que declarou ser a peça dominada, do começo ao fim, por um verdadeiro sentimento humano de fé no descanso eterno. Esta visão torna este réquiem bastante diferente de outras composições no gênero, como os de Mozart ou Verdi, nos quais a morte é encarada com temor. Fauré, ao contrário, imprimiu na obra um clima de paz e contrariando o padrão terminou o seu Réquiem com o texto “In paradisum”, no qual sugere que a morte significa um encontro idílico com a eternidade.

Sobre sua obra, o compositor afirmou: “Dizem que meu ‘Requiem’ não expressa o medo da morte e alguns o chamaram canção de ninar da morte. Mas é assim que eu vejo a morte: uma alegre libertação, mais uma aspiração em direção à felicidade do que uma experiência dolorosa.”

O maestro Eduardo Ostergren, entusiasmado com esta parceria, observa que esta é uma ótima oportunidade para um maior envolvimento da orquestra com outro grupo musical da cidade, um maior entrosamento universidade-comunidade e de reconhecimento do trabalho artístico do maestro Cadmo Fausto e do Madrigal Uniso. Para completar o programa, o público poderá apreciar a “Abertura Egmont” e “Aleluia” do oratório “O Messias” de Handel.

Madrigal

Formado em 2004 por iniciativa do maestro Cadmo Fausto e a Universidade de Sorocaba (Uniso), o madrigal foi aos poucos se aprimorando e buscando novas ideias e vozes durante esses anos. O grupo participa de festividades solenes, congressos e simpósios da universidade, também em festivais e amostras de Sorocaba e região, entre outros lugares onde é convidado a se apresentar. O repertório do madrigal é composto por músicas sacra, renascentista, barroca, clássica e popular. Além de regente do Madrigal, Cadmo Fausto é pianista, arranjador, criador de musicais e professor universitário.

Serviço:

Concertos da Orquestra Sinfônica de Sorocaba
Quinta-feira (16) e domingo (19), às 20h e às 19h, respectivamente
Sala Fundec (rua Brigadeiro Tobias, 73, Centro)
Ingressos R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia)
Os ingressos para o concerto de quinta-feira (16) podem ser comprados nesta quarta (15) e quinta (16), das 8h30 às 18h. Para o concerto de domingo (19), a venda de ingressos será realizada na sexta-feira (17), das 8h30 às 18h, e no dia do evento com uma hora de antecedência

Comentários

CLASSICRUZEIRO