Cultura Mais Cruzeiro

Backstreet Boys anunciam três shows no Brasil em março

Grupo vocal norte-americano faz nova turnê pelo País, com apresentações nas cidades de Uberlândia (MG), Rio de Janeiro e São Paulo
Os Backstreet Boys vêm ao Brasil em março de 2019 para shows nas cidades de Uberlândia (MG), Rio de Janeiro e São Paulo
Os Backstreet Boys vêm ao Brasil em março de 2020 para shows em Uberlândia (MG), Rio de Janeiro e São Paulo. Crédito da foto: Reprodução / Internet

 

Os Backstreet Boys anunciaram nesta quarta-feira (28) que farão três shows em uma nova passagem pelo Brasil. De acordo com o comunicado, a turnê deve acontecer em março de 2020. As apresentações serão nas cidades de Uberlândia (MG), Rio de Janeiro e São Paulo.

Esta será a sexta vez que os Backstreet Boys vêm como grupo ao País para cantar. Contudo, eles já enfrentaram algumas situações inusitadas no passado. Por exemplo: um show cancelado em cima da hora em São Paulo e um encontro com Vitor Belfort. Além disso, tiveram de responder a perguntas bizarras de Luciano Huck. Por fim, teve até uma “apresentados” ao público por Gugu Liberato durante show “improvisada” no Rio de Janeiro.

Leia mais  Nick Carter, dos Backstreet Boys, faz show em São Paulo neste sábado

 

Relembre algumas histórias das passagens anteriores dos Backstreet Boys pelo Brasil abaixo:

Backstreet Boys no Brasil em 2000

A primeira passagem dos Backstreet Boys no Brasil ocorreu em 2000. Na ocasião, foi feita a divulgação da turnê Black & Blue World Tour, no Rio. Inesperadamente, tiveram de cantar em um palco improvisado no hotel onde estavam hospedada. O momento chegou a contar com apresentação de Gugu Liberato.

Diante de dezenas de milhares de fãs que foram ao local e gritavam, uma funcionária da organização precisou pedir calma. Por isso, a tradutora clamava: “Pessoal, a banda tá pedindo um pouquinho de silêncio para vocês poderem ouvir o que eles têm a dizer”.

Na sequência, Kevin Richardson explicou que a intenção era fazer um evento menor. Conforme o artista, o grupo não esperava tantas pessoas presentes. Apesar disso, eles cantariam quatro músicas a capella. Em determinado momento, o cantor pareceu se irritar com os gritos incessantes da plateia.

O momento, que era uma prévia dos shows com banda da turnê que passaria pelo Brasil no ano seguinte, recebeu cobertura midiática.

Backstreet Boys no Caldeirão do Huck

Em 2001, os Backstreet Boys retornaram ao Brasil e, ainda no auge do sucesso, participaram do Caldeirão do Huck. Durante o programa, o apresentador Luciano Huck fez algumas brincadeiras que atualmente talvez fossem apontadas como de teor machista. Em resumo, os artistas tiveram de montar a mulher brasileira “ideal”.

“Primeiro, vocês vão escolher os peitos. Qual peito vocês preferem?”, questiona, mostrando fotos de seios vestindo biquínis. Na sequência, fotos de pernas e bumbuns.

Antes, Huck mostrou fotos de São Paulo, Rio, Brasília, Salvador e da Amazônia, perguntando onde cada um gostaria de viver se pudesse escolher. “Com os macacos”, respondeu Nick Carter, apontando para a foto da Amazônia.

Por fim, o grupo tiveram de dançar no ritmo brasileiro ao lado de integrantes da Escola de Samba Mocidade Independente de Padre Miguel.

Relembre a participação dos Backstreet Boys no Caldeirão do Huck em 2001 abaixo:

clique aqui

A banda no Domingo Legal

O Domingo Legal, de Gugu Liberato, foi, ademais, outro programa a cobrir a passagem dos Backstreet Boys pelo País em 2001.

Na ocasião, foram gravados em um passo a passo do aeroporto até o hotel, no Rio de Janeiro. Entre presentes recebidos, um capacete que teria sido de Ayrton Senna. “Vou pôr na minha casa”, afirmou Kevin Richardson.

No ônibus, foi possível perceber Howie D ficando assustado ao se deparar com a gigantesca quantidade de fãs que aguardavam no hotel.

Na entrevista para Gugu, uma conversa mais amena. Perguntas sobre as tatuagens de AJ McLean, histórias sobre o início da cantoria, ainda em um coral de Igreja. Por fim, o apresentador questionou se sabiam falar alguma frase em português. “Obrigado!”, responderam.

Relembre a participação dos Backstreet Boys no Domingo Legal em 2001 abaixo:

Clique aqui

Os shows dos Backstreet Boys em 2001

Diante do público, os Backstreet Boys fizeram dois shows. O primeiro, no Rio, no estádio do Maracanã, e outro em São Paulo, no Anhembi. Um show extra chegou a ser programado para São Paulo, mas precisou ser cancelado.

Ao jornal O Estado de S. Paulo, Howie D contou que os brasileiros poderiam ouvir músicas não inclusas no show dos Estados Unidos. “Acrescentamos duas músicas que não cantamos na América: Quit Playing Games e As Long As You Love Me”.

Kevin se preocupava com as fãs: “Elas não estão se alimentando bem e, na hora do show, podem desmaiar”.

O cantor também foi a uma academia para participar de um treino ao lado do lutador Vitor Belfort no Rio.

À época, a turnê Black & Blue World Tour havia feito diversos shows nos Estados Unidos, passado pela Argentina. Logo após, seriam feitos shows na Venezuela, América do Norte e Europa.

A produção contava com seis músicos no palco, além dos cinco cantores, 10 bailarinos Além disso, eram necessários 20 caminhões para o transporte do aparato. As cantoras Krystal e Polyana (irmã de Howie D) eram responsáveis pelo show de abertura.

Erro de cálculo em São Paulo

Um erro de cálculo fez com que um show extra, que seria realizado em São Paulo no domingo, 6 de maio, fosse cancelado. À época, já haviam sido vendidos 30 mil ingressos para o show de sábado (5) e 20 mil para domingo.

“Boa parte das pessoas comprou ingressos para os dois dias, então será possível acomodar todo mundo no sábado”, afirmou Horácio Brandão. Contratado da Media Mania, ele fazia a assessoria de imprensa da turnê dos Backstreet Boys à época.

Desta forma, os fãs que tivessem ingresso para o show cancelado de domingo, poderiam, porém, assistir ao outro show. Todavia, que preferiu teve o dinheiro reembolsado.

No dia do show houve tumulto. Uma das pistas da avenida Olavo Fontoura precisou ser interditada devido ao congestionamento da chegada de fãs. Os portões foram abertos por volta das 14h, uma hora antes do previsto.

Os 245 policiais militares que faziam a segurança do local não conseguiram controlar os fãs. Por isso, algumas jovens quase foram pisoteadas. “Minha filha quase foi espremida tentando entrar”, revoltou-se a vendedora Nina Figueiredo.

Na época, o Contru havia autorizado a entrada de apenas 35 mil pessoas no evento. Porém, com o cancelamento do show de domingo, cerca de 50 mil ingressos foram destinados ao local.

Apesar dos contratempos, os Backstreet Boys iniciaram seu show por volta das 21h30. Aliás, mesmo assim, animaram o público que esteve presente no estacionamento do Anhembi.

O retorno, sem Kevin, em 2009 e 2011

Em março de 2009, os Backstreet Boys fizeram shows em São Paulo e no Rio de Janeiro. Em fevereiro de 2011, o grupo voltou para passar por Recife, Brasília, Belo Horizonte, Rio e São Paulo.

Agora, porém, pela primeira vez sem Kevin Richardson. Afinal, o cantor se separou dos Backstreet Boys entre os anos de 2006 e 2012.

Novos shows do grupo no Brasil em 2015

Os Backstreet Boys voltaram a se apresentar com Kevin Richardson no Brasil, em uma turnê de shows realizada em junho de 2015.

Na ocasião, o grupo passou, primeiramente, por Recife, Belo Horizonte e Rio de Janeiro. Em seguida, foi para São Paulo e Porto Alegre. (Estadão Conteúdo)

Clique aqui

Agenda definida para o ano que vem

Os Backstreet Boys anunciaram a data de três novos shows no Brasil para março de 2020. Clique aqui para saber as datas e ler mais informações sobre preços e como adquirir ingressos.

Uberlândia

Data: 11 de março de 2020
Local: Arena Sabiazinho
Preços: R$ 190 (cadeira, meia entrada) a R$ 670 (DNA pit, inteira)

Rio de Janeiro

Data: 13 de março de 2020
Local: Jeunesse Arena
Preços: R$ 145 (cadeira N3, meia entrada) a R$ 740 (DNA pit, inteira)

São Paulo

Data: 15 de março de 2020
Local: Allianz Parque
Preços: R$ 145 (cadeira superior, meia entrada) a R$ 740 (DNA pit, inteira)

Comentários