Buscar no Cruzeiro

Buscar

Economia

Inflação favorece PEC dos Precatórios

23 de Novembro de 2021 às 00:01
Cruzeiro do Sul [email protected]
(Crédito: MARCOS SANTOS / USP IMAGENS)

O Ministério da Economia revisou ontem o impacto da proposta de emenda à Constituição (PEC) dos precatórios e calculou um espaço maior no Orçamento em 2022, ano de eleições, caso aprovada pelo Senado - o texto já passou pela Câmara. A folga seria de R$ 106,1 bilhões, e não R$ 91,6 bilhões como previsto. Esses R$ 14,5 bilhões de diferença são consequência do efeito do aumento de preços, que corrige o teto de gastos (regra que atrela o crescimento das despesas do governo à inflação).