Buscar no Cruzeiro

Buscar

Economia

Redes sociais completam marketing digital

29 de Agosto de 2021 às 00:01
Estadão Conteúdo [email protected]
Empresas devem entreter e construir relacionamentos.
Empresas devem entreter e construir relacionamentos. (Crédito: REPRODUÇÃO)

Adotar ferramentas de marketing digital em pequenas empresas tem sido questão de sobrevivência. Uma pesquisa do Sebrae com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) mostrou que passou de 59% para 67% o número de pequenos negócios que vendem on-line, entre maio do ano passado e março deste ano. As redes sociais são as plataformas preferidas dos empreendedores, mas incorporá-las à estratégia requer atenção ao perfil de cada uma, constância e paciência.

Práticas tradicionais de divulgação, atração de clientes e vendas mudaram conforme o comportamento do consumidor, que está cada vez mais on-line e ativo nos canais digitais. De acordo com o relatório global Digital 2021, produzido pela We Are Social e Hootsuite, 160 milhões de brasileiros utilizam a internet e 150 milhões são usuários ativos de redes sociais. Além disso, mais de 100 milhões fizeram pelo menos uma compra on-line em 2020.

Dessa forma, os empreendedores precisam se adaptar e “estabelecer uma nova forma de pensar que a necessidade de divulgar seus produtos em todas as mídias possíveis é substituída pela ideia de gerar valor aos clientes antes da venda”, diz André Siqueira, cofundador da RD Station, no livro Máquina de Aquisição de Clientes, lançado neste mês. Na obra, o empresário detalha diferentes metodologias de marketing e vendas que podem ser aplicadas a uma empresa, independentemente do porte.

André Siqueira observa que o principal desafio para incorporar as redes sociais às estratégias de marketing digital é conseguir adequá-las ao objetivo da empresa. “A maioria das empresas falha em não entender as posições do marketing. Elas pensam em como divulgar, como vender mais, mas a mecânica e a lógica (das redes sociais) não favorecem isso”, diz.

“Redes sociais são construção de relacionamento, é ajudar o público, entreter, trazer informação, resolver dúvidas, problemas e, eventualmente, pincelar vendas”, diz. “A gente fala que tem de atrair pessoas, transformá-las em conhecidas. Preciso fazer relacionamento com elas, me manter perto o tempo inteiro para quando precisarem do produto, se lembrarem de mim. Depois, é fazer a venda de fato.” (Estadão Conteúdo)