Buscar no Cruzeiro

Buscar

Economia

Reservatório de hidrelétricas vão reter mais água

09 de Julho de 2021 às 00:01
Estadão Conteúdo
reservatório hidrelétrico.
reservatório hidrelétrico. (Crédito: ARQUIVO AGÊNCIA BRASIL)

O grupo interministerial responsável por monitorar a crise hídrica decidiu referendar novas medidas para preservar mais água nos reservatórios de hidrelétricas do Sudeste e Centro-Oeste devido à crise hídrica que o País enfrenta, a maior nos últimos 91 anos. De acordo com o governo, o objetivo das medidas é preservar o uso da água e garantir a segurança e continuidade do suprimento de energia elétrica no País.

As recomendações foram feitas quarta-feira pelo Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE) e aprovadas ontem pela Câmara de Regras Excepcionais para Gestão Hidroenergética (Creg), de acordo com nota divulgada pelo Ministério de Minas e Energia (MME).

Com base nos estudos do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), o grupo definiu cotas mínimas de operação para os reservatórios das usinas de Ilha Solteira e de Três Irmãos.

Segundo o MME, o ONS deverá realizar estudos para analisar a operação hidráulica das usinas das bacias do Tietê e Paraná e a possibilidade de realizar ondas de vazão até atingir a cota mínima de 324,8 metros nos reservatórios dessas usinas. A análise deverá ser feita nos próximos 15 dias em parceria com o Ministério da Infraestrutura e com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit). (Estadão Conteúdo)