Buscar no Cruzeiro

Buscar

Economia

Procon alerta bancos para brechas usadas por ladrões de celulares

19 de Junho de 2021 às 00:01
Estadão Conteúdo [email protected]
Órgão quer esclarecimentos.
Órgão quer esclarecimentos. (Crédito: FÁBIO ROGÉRIO / ARQUIVO JCS (5/4/2021))

O Procon de São Paulo notificou ontem dez instituições financeiras e três entidades representativas do setor a respeito de brechas de segurança que têm permitido a ladrões de celular limpar a conta das vítimas mesmo sem obter senhas. São requisitados esclarecimentos sobre dispositivos de segurança, bloqueio, exclusão de dados de forma remota e rastreamento de operações financeiras disponibilizados aos clientes vítimas de furto ou roubo.

As notificações foram encaminhadas a todos os cinco maiores bancos do sistema, Itaú Unibanco, Bradesco, Santander, Banco do Brasil e Caixa Econômica Federal, bem como aos de médio porte e digitais BMG, Inter, Pan, C6, Neon e Nubank.

A esses, o Procon solicita “laudos técnicos, assinados por profissionais habilitados, dos testes de validação e eficiência realizados em seus sistemas de segurança disponibilizados ao consumidor para acesso remoto às contas bancárias e demais serviços financeiros vinculados ao cliente”. Também pede a comprovação de mecanismos de acesso às contas.

Além disso, o órgão de proteção ao consumidor quer saber que providências são tomadas em caso de “quebra de segurança de acesso e de violabilidade de dados”.

O Pix, instrumento de pagamento e transferências instantâneas desenvolvido pelo Banco Central, também foi objeto dos questionamentos do Procon. As instituições terão de apresentar a política de segurança aplicada ao sistema. (Estadão Conteúdo)