Buscar no Cruzeiro

Buscar

Vacinação

Bancários e carteiros serão prioritários

07 de Julho de 2021 às 00:01
Da Redação com Estadão Conteúdo
Inclusão da categoria deve acontecer nos próximos dias.
Inclusão da categoria deve acontecer nos próximos dias. (Crédito: SECOM SOROCABA)

O Ministério da Saúde anunciou na tarde de ontem (6), a inclusão de bancários e funcionários dos Correios na lista de prioridade para vacinação contra a Covid-19. A informação foi divulgada no Twitter oficial do órgão. O governo não explicou como a vacinação vai funcionar, mas prometeu lançar uma nota técnica sobre o assunto “nos próximos dias”.

De acordo com o anúncio, a decisão foi tomada pelo ministro Marcelo Queiroga após reunião com representantes da categoria. A pasta não falou quando vai começar a vacinação do grupo e nem quantos funcionários dos Correios serão imunizados Entre os bancários, a estimativa do governo é vacinar mais de 500 mil.

Ao justificar a inclusão de bancários e servidores dos Correios no grupo com prioridade à vacina, o ministro os enalteceu por não terem interrompido os trabalhos durante a pandemia do novo coronavírus.

O País ainda não concluiu a vacinação dos grupos prioritários. A lista é formada por 28 grupos que correspondem a cerca de 78 milhões de pessoas. Paralelamente, a população em geral está sendo vacinada por ordem decrescente de faixa etária.

Vacinados

O número de pessoas vacinadas com ao menos uma dose contra a covid-19 no Brasil chegou nesta terça-feira, 6, a 78,4 milhões, o equivalente a 37,06% da população total. Nas últimas 24 horas, 987.279 pessoas receberam a primeira dose da vacina, de acordo com dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa junto a secretarias de 26 Estados e Distrito Federal.

Entre os mais de 78 milhões de vacinados, 27,8 milhões de brasileiros estão com a imunização completa contra o coronavírus, o que representa 13,13% da população.

Nas últimas 24 horas, 212.148 pessoas receberam a segunda dose e outras 217.733 pessoas receberam um imunizante de aplicação única. No total, o Brasil administrou 1.417.160 vacinas ontem. (Da Redação com Estadão Conteúdo)