Buscar no Cruzeiro

Buscar

Geral

Governador do AM é alvo de ação da PF

03 de Junho de 2021 às 00:01
Da Redação com Estadão Conteúdo
governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC).
governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC). (Crédito: Divulgação / Secom Amazonas)

A Polícia Federal cumpriu ontem mandados de busca e apreensão na residência e no gabinete do governador do Amazonas, Wilson Lima (PSC), e prendeu temporariamente o secretário estadual de Saúde, Marcellus Campelo -- ele foi detido no aeroporto de Manaus. A 4ª fase da Operação Sangria investiga suspeita de fraude e superfaturamento em contrato para instalação de hospital de campanha na pandemia de Covid-19 em Manaus. A ofensiva mira crimes de organização criminosa, fraude a licitação e desvio de recursos públicos.

Após a operação de ontem, a CPI da Covid no Senado decidiu antecipar a data do depoimento de Lima -- passou de 29 de junho para a próxima quinta-feira. A decisão do presidente da CPI, Omar Aziz (PSD-AM), foi anunciada após cobranças de senadores governistas, por causa das novas suspeitas de desvios de dinheiro público destinado ao combate à Covid-19.

O Amazonas é o Estado que vem enfrentando com maior dificuldade a crise sanitária causada pela pandemia no Brasil. No ano passado, o governador foi alvo de processo de impeachment por supostas irregularidades na condução da crise, barrado na Assembleia Legislativa. No início deste ano, pacientes morreram asfixiados em Manaus por falta de cilindros de oxigênio nos hospitais.

Ao todo, agentes da PF vasculharam 19 endereços em Manaus e em Porto Alegre e cumpriram seis mandados de prisão temporária. As ordens foram expedidas pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Durante o cumprimento da ordem de prisão contra o empresário Nilton Costa Lins Jr., a PF foi recebida com tiros -- ninguém ficou ferido.

Em nota, o governo do Amazonas negou irregularidades. (Da Redação com Estadão Conteúdo)