Exterior

Procuradora anticorrupção é destituída na Romênia

O governo de esquerda na Romênia conseguiu parar o trabalho da procuradora anticorrupção (DNA), Laura Codruta Kovesi, destituída nesta segunda-feira (9) pelo chefe de Estado, que se opôs a suspender essa magistrada, símbolo do poder judiciário no país.

A coalizão no poder tinha de abordar hoje a possível destituição do presidente de centro-direita Klaus Iohannis, a quem acusavam de querer adiar a destituição de Kovesi.

“O presidente romeno assinou hoje o decreto de destituição de Laura Codruta Kovesi”, anunciou a porta-voz do presidente, Iohannis Madalina Dobrovolschi.

O chefe de Estado atende assim a uma decisão de final de maio da Corte Constitucional romena, de que ele suspendesse seu veto à revogação da procuradora. A saída de Kovesi era exigida pelo governo, apesar dos protestos da oposição e da comunidade internacional.

Considerada por seus partidários como símbolo da luta contra a corrupção na Romênia, Kovesi, de 44 anos, ocupava o cargo desde 2013. E foi confirmada em suas funções por Iohannis, em 2016, para um último mandato de três anos.

Leia mais  China sobrevoa a zona de defesa de Taiwan após advertência dos EUA

Há vários meses, essa magistrada está na mira do governo socialdemocrata, que a critica por sua polêmica reforma na Justiça. (AFP)

Comentários