Exterior

Portugal autoriza venda de autoteste de Covid-19

Nos testes rápidos, o paciente tira uma amostra nasal em casa e obtém o resultado rapidamente
Com o teste rápido, o próprio paciente pode tirar amostra nasal em casa, e o resultado sai em poucos minutos. Crédito da foto: Oli Scarff/ AFP (08/03/2021)

O governo português autorizou nesta sexta-feira (12) a venda de autotestes para detecção de Covid-19 sem receita, como parte da sua estratégia para sair progressivamente do confinamento.

Esses testes rápidos de antígenos, em que o próprio paciente tira uma amostra nasal em casa e obtém o resultado em poucos minutos, estarão à venda principalmente em farmácias, segundo decreto publicado no Diário Oficial da União.

O governo, que reabrirá diversos setores de atividade a partir da próxima semana, estabelece “um regime excepcional e temporário” de seis meses, durante o qual “autoriza autotestes rápidos” como parte de sua estratégia de massificação de testes.

Após dois meses de confinamento generalizado para lidar com a terceira onda da epidemia, o governo português divulgou um plano de abertura progressiva na quinta-feira (11).

A partir de segunda-feira (15), jardins de infância, escolas primárias e alguns negócios não essenciais, como cabeleireiros (com hora marcada), imobiliárias, livrarias e bibliotecas poderão reabrir. (AFP)

Leia mais  Por Covid, Sudeste tem mais óbitos do que nascimentos pela 1ª vez

 

 

Comentários