Exterior

Mosaicos da Roma antiga descobertos em meio a vinhedos

"Foi muito impressionante ver a qualidade dos mosaicos e a conservação de suas cores", explicou o prefeito Roberto Grison
Os suntuosos mosaicos fazem parte, segundo especialistas, de uma vila romana do século III. Crédito da foto: AFP/SUPERTINTENDENCE OF FINE ARTS AND LANDSCAPE OF VERONA, ROVIGO AND VICENZA/HANDOUT

 

Um grupo de arqueólogos descobriu mosaicos romanos perfeitamente preservados em vinhedos do norte da Itália, anunciou nesta quinta-feira (28) o prefeito da cidade Negrar di Valpolicella, perto de Verona (noroeste).

Os suntuosos mosaicos, com cores vivas e desenhos geométricos, fazem parte, segundo especialistas, de uma vila romana do século III, citada por arqueólogos desde 1922.

“Foi muito impressionante ver a qualidade dos mosaicos e a conservação de suas cores”, explicou o prefeito Roberto Grison à AFP.

Os habitantes desta famosa região vinícola, que produz o vinho tinto italiano Valpolicella, acreditam que existam importantes remanescentes romanos devido a uma série de pesquisas e escavações realizadas há um século.

No entanto, os mosaicos foram encontrados apenas agora, em um local apelidado de Villa onde o arqueólogo Gianni de Zuccato, teve a sensação de “entrar em uma máquina do tempo”, e pôde imaginar a elegância da residência no passado.

“Foi uma sensação incrível, devo admitir que não consegui manter a calma”, confessou o arqueólogo, que calcula que os mosaicos, com peças entrelaçadas de vermelho, cinza, branco e marrom, foram feitos entre os anos 250 e 400.

Autoridades do município de Negrar di Valpolicella esperam que um dia a cidade possa ser visitada pelo público, mas reconhecem que a realização deste desejo levaria muito tempo e exigiria grandes investimentos. (AFP)

Leia mais  EUA passam marca de 100 mil mortos pelo novo coronavírus
Comentários